publicidade

Zubeldía justifica opção por reservas e aconselha renovação a Welington.

Agora são oito jogos no currículo de Luis Zubeldía no São Paulo , com dois empates e seis vitórias, a mais recente na noite desta quinta-feira, por 2 a 0 contra o Águia de Marabá, no Morumbis, que classificou a equipe para as oitavas de final da Copa do Brasil. Por isso, ao ser perguntado sobre como é ser um técnico sem derrotas, o técnico preferiu nem responder. Apenas sorriu e pediu uma próxima pergunta: – Deixa assim (risos). Silêncio (gesto com a mão). Sigamos (risos).

Sobre o jogo desta noite, em que o goleiro Axel saiu de campo como um dos melhores jogadores em campo, o técnico disse que a equipe poderia ter conseguido com um placar ainda mais elástico. – A equipe jogou bem os dois tempos. Tenho a sensação de que merecíamos mais gols, mas era importante passar de fase, a responsabilidade era 100% nossa.

Assim como aconteceu no Mangueirão, o técnico optou por escalar um time reserva, dando descanso a vários titulares. Alguns jogadores, por exemplo, ficarão 13 dias sem jogar até a partida contra o Talleres, dia 28, na partida que fecha a primeira fase do São Paulo na Conmebol Libertadores.

- Sinto que estamos numa etapa em que os que têm mais minutos necessitam treinar, sem o estresse de jogo, e quem tem menos minutos necessitávamos ver em um jogo oficial com nosso torcedor para avaliar o rendimento.

Agora é virar a página e pensar no Talleres – destacou. Quem não jogou, mas vem recebendo atenção especial de Zubeldía é o lateral Welington. Com contrato até 31 de dezembro, ele foi chamado para uma conversa e ouviu que deveria renovar.

– A situação dele é de conhecimento público. É um jogador que eu gosto muito. Não há muitos laterais com a característica do Welington. Nem aqui nem no exterior. É um jogador da casa, formado na base e creio que tem uma boa idade para seguir fazendo seu jogo.

A medida que fui ganhando anos na minha carreira, fui tratando de ser preciso com o que queria. Passaram 15 anos do meu primeiro jogo. Eu tinha 27 anos. Tenho 43. O tempo para estudar, a experiência, passei a tratar de explicar rapidamente, conciso, o que quero de um time.


VEJA TAMBÉM
- Vai sair? Titular comenta possibilidade de transferência para o Cruzeiro
- Zubeldía reconhece desempenho ruim, justifica time no banco e revela lesão
- Cuiabá surpreende, vence São Paulo e derruba invencibilidade de Zubeldía


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 4 0

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.