publicidade

Ceni "meio" aliviado

Procurador do STJD não vê ofensa em "perseguição" e diz que goleiro será denunciado só por expulsão

O goleiro Rogério Ceni pode receber uma boa notícia da Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Expulso no clássico contra o Santos, o goleiro são-paulino será denunciado pela infração, porém, ao que tudo indica, a “perseguição” de Simon, afirmada pelo jogador aos repórteres após sair de campo e relatada pelo próprio árbitro na súmula, não será alvo de outra denúncia.

Siga o JD pelo Twitter!

O procurador-geral do STJD, Paulo Schmitt, não viu infração na fala de Rogério Ceni. “O que ele disse não é nenhuma reclamação ou ofensa, é uma opinião apenas”, comentou ao site Justicadesportiva.com.br.

A declaração pode trazer alívio ao goleiro e à torcida do São Paulo na reta final do Campeonato Brasileiro, mas nem tanto. Apesar de se “livrar” da denúncia por reclamação ou ofensa ao árbitro, Rogério Ceni deverá ser denunciado nos próximos dias por jogada violenta – artigo 254 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) –, correndo o risco de desfalcar o Tricolor nas últimas cinco rodadas.

O arqueiro cumpriu a suspensão automática na vitória sobre o Internacional e retorna ao gol do São Paulo contra o Barueri, no Morumbi, no próximo sábado, dia 31 de outubro.

VEJA TAMBÉM
- Cuiabá surpreende, vence São Paulo e derruba invencibilidade de Zubeldía
- São Paulo escalado para o jogo com o Cuiabá
- São Paulo x Cuiabá: onde assistir, horário e escalações no Brasileirão


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 5 0

Comentários (8)

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.