publicidade

Discussão intensa entre Luciano e Fernando Diniz abala relação profissional no futebol.

Luciano detalhou a discussão quente que teve com Fernando Diniz ao fim do primeiro tempo de São Paulo x Fluminense e que, inclusive, rendeu a expulsão do treinador do Fluminense. Após a vitória por 2 a 1, de virada, no Morumbi, o camisa 10 não evitou o tema, se mostrando incomodado com a postura do técnico do Tricolor carioca. “O Diniz veio ali e na hora que o Manoel caiu, eu peguei a bola na lateral e ele me xingou, do nada me xingou. Eu pedi para ele não me xingar, e ele continuou xingando. Depois ele falou para mim que a amizade acabou. Então, pra mim, se ele acha assim, para mim acabou, porque eu jamais xingaria ele na beira do campo ali”, disse Luciano ao Sportv.

Por ter se exaltado à beira do campo, Fernando Diniz foi expulso pelo árbitro Anderson Daronco, enquanto Luciano recebeu apenas cartão amarelo. Enquanto se dirigia ao vestiário, o treinador do Fluminense foi bastante vaiado e xingado pela torcida são-paulina. A discussão entre os dois chamou atenção justamente pelo fato de Fernando Diniz ter sido o responsável pela ida de Luciano ao São Paulo, em 2020. Na época, Diniz era o treinador do Tricolor e sugeriu a contratação do atacante, envolvido em uma troca com Everton, que foi para o Grêmio.

“Agora ele tem que ver que ele não é mais meu treinador, agora ele é o treinador da equipe adversária. Como o André [Silva] falou para ele, ele xingou o André também, ele é o líder, ele não pode fazer isso. Teve outro treinador, acho que o Barbieri, que veio aqui também uma vez e xingou nosso jogador, eu pedi para ele não fazer isso porque ele era líder, então acho que ele não deveria ter feito isso, mas fica de aprendizado, agora é seguir”, completou.

Apesar da discussão com Fernando Diniz, Luciano preferiu não levar o episódio adiante. Mas, embora não tenha sido expulso, o atacante está fora do próximo jogo do São Paulo, já que terá de cumprir suspensão por acúmulo de cartões amarelos. “É cada um defendendo o seu pão de cada dia, seu prato na mesa de jantar e de almoço. Quando eu entro em campo, não me importo quem é o adversário, eu sempre vou brigar pelos meus companheiros e por esse escudo aqui. O que acontece dentro do campo fica dentro do campo. Sou mais experiente, tenho 30 anos já, já passei por muita coisa. Agora vou para minha casa, conversar com minha esposa, que tenho certeza que vai brigar comigo, foi mal (risos)”, concluiu Luciano.


VEJA TAMBÉM
- APOIO DO PROFESSOR! Zubeldía mostra confiança em atacante em fase difícil
- OPORTUNIDADE DE VENDA! São Paulo vê Copa América como vitrine para vender jogador!
- EM GRANDE FASE! Rafael comemora convocação para jogar a Copa América aos 34 anos!


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 9 2

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.