publicidade

[ENQUETE] O São Paulo deveria aceitar a proposta feita pelo pai do atacante Pablo?

Fora dos planos de Rogério Ceni para 2022, a diretoria do São Paulo avalia um acordo para rescindir o contrato com o atacante Pablo. A proposta veio do pai do jogador, que tenta levar o são-paulino de volta ao Athletico-PR clube no qual viveu o auge de sua carreira e demonstrou desejo em retornar.



LEIA TAMBÉM: Concorda? "Daniel Alves e Pablo foram os piores negócios da história do São Paulo", diz Arnaldo Ribeiro


O atleta custou R$ 26 milhões aos cofres do Morumbi, a contratação mais cara da história do clube. Recentemente, ele atraiu interesse do Ceará e do Santos. Mas não quis ir para os dois clubes.

Agora, Pablo viabiliza abrir mão dos dois anos restantes que tem de contrato com o São Paulo, porém, ainda não chegou a um acordo para a rescisão. O jogador, para isso, propôs um acordo à diretoria nos últimos dias e espera receber os atrasados referentes a 2020 e 2021 para assinar a saída.

Além de direitos de imagem, há também valores pendentes do acordo feito durante o início da pandemia, quando o São Paulo cortou metade dos salários dos jogadores e prometeu quitar a diferença no futuro.

Em entrevista ao GE nesta sexta-feira, o presidente Julio Casares falou sobre as recentes negociações pelo atacante e avaliou a proposta feita pelo pai do camisa 9:

"O Pablo, um bom profissional e grande atleta, foi contratado pela antiga gestão como a maior cifra da história do São Paulo. Estava numa grande fase, foi contratado e é a maior contratação da história. Isso não significa que ele contribuiu, mas no momento não faz parte dos planos futuros", disse.

"Nossa área de futebol hoje conversa com o pai do Pablo e está trabalhando nesse sentido, de fazer um bom acordo. Os cuidados são exaustivos para proteger à instituição, que já investiu R$ 26 milhões em um jogador. Pablo hoje está com COVID, nós gostamos muito como pessoa, não tenho dúvida de que ele em breve irá voltar à vitrine do futebol e o São Paulo vai preservar uma parte do seu investimento. Ou se ele voltar a brilhar e der retorno de investimento também. Embora tenha sido investimento da gestão anterior, toda dívida está sendo honrada", completou Casares.

Caso rescinda, Pablo abre mão de cerca de R$ 15 milhões de salários que receberia até o final do contrato, segundo o GE. Até o momento, são 121 partidas e 32 gols marcados.



E aí, nação, o Tricolor deve aceitar a proposta para rescindir e pagar essa dívida ou encontrar outra maneira? Vote em nossa enquete!






São Paulo, Pablo, Enquete, Dívida, Pai, SPFC

VEJA TAMBÉM
- Internacional x São Paulo: Onde Assistir ao Duelo Pela Oitava Rodada do Brasileirão
- QUASE 1 MILHÃO?? Jornalista confirma negócio no São Paulo com pedida alta de Welington
- REFORÇOS CASEIROS? Avaliação de jogadores emprestados por Zubeldía pode beneficiar São Paulo


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 12 8

Comentários (33)

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.