publicidade

Treinador são-paulino sugere uso de sexteto de juízes para diminuição de erros

Gomes não acredita em favorecimento a cariocas e diz que equívocos se equilibram, pois já aconteceram contra todos os times que disputam o título

Com toda a polêmica envolvendo Carlos Eugênio Simon, que foi afastado dos jogos do Brasileiro por erros sucessivos, segundo informou a CBF, o técnico Ricardo Gomes, do São Paulo , pediu que todos se concentrem em ajudar a arbitragem a melhorar o desempenho. Para ele, o ideal seria que, futuramente, mais juízes fossem usados nas partidas, formando um sexteto. E defendeu os responsáveis pelo apito, lembrando que hoje a pressão sobre eles é muito maior, pois todos estão de olho em cada lance dos duelos.



- O afastamento dele foi uma decisão da comissão de arbitragem. Não tenho que opinar. O importante é fortalecer o quarteto de árbitros e futuramente até colocar o quinto ou sexto juiz atrás de cada gol. Claro que tem que ter cobrança pelo nível, mas ao mesmo tempo é preciso fortalecer para que o torcedor veja um futebol limpo. Não está fácil para o quarteto, são muitas tomadas de vídeos das TVs, nós do clube também temos gente espalhada pelo estádio e vemos o lance de diversos ângulos. Fica pesado para o árbitro - justificou Gomes.



O lance que resultou no afastamento de Simon foi um gol legítimo de Obina anulado na vitória do Fluminense sobre o Palmeiras , no último domingo, no Rio. Após a partida, o presidente palmeirense se revoltou com a atuação do árbitro, reclamando que o erro influenciou no resultado do jogo e consequentemente no andamento do campeonato. Gomes também viu que houve o equívoco, mas ressalta que todos os principais clubes já foram prejudicados pela arbitragem.



- Os erros não chegam a tirar o brilho do futuro campeão. Já falei aqui mais de uma vez que equívocos vão acontecer e no fim tudo se equilibra. Não acredito em armação. Há jogos que há uma revolta por influência no resultado, mas tudo fica na balança porque acontece com todos os times - explicou.



O treinador são-paulino também não acredita em qualquer favorecimento ao futebol carioca, principalmente ao Fluminense, por causa do erro de Simon. O Tricolor do Rio luta para não ser rebaixado,



- Antes me perguntavam da fragilidade do futebol carioca e hoje falam de força nos bastidores? Não acredito nisso, já foi o tempo. O que acontece é que o quarteto chega para apitar fragilizado, e os clubes do Rio não são culpados. O Fluminense venceu jogando bem. O Palmeiras também teve erros a seu favor ao longo da competição. Eles acontecem sim, mas na balança não sai ninguém beneficiado. Parece que só aconteceu esse erro? Não, foram muitos - completou.

VEJA TAMBÉM
- CHAPÉU NO RIVAL? São Paulo negocia com craque do futebol europeu que está na mira do Flamengo
- A CAMINHO DO RIVAL! Com a autorização do presidente, Santos aprova contratação de ex-São Paulo
- NOVA CHANCE! São Paulo reconsidera volante descartado por Zubeldía e pode receber nova chance


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 5 5

Comentários (1)

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.