publicidade

Pior ataque do G-4, Washington lamenta rodízio e quer evoluir

O técnico Ricardo Gomes percebeu qual é a principal deficiência do São Paulo neste Campeonato Brasileiro: o ataque. Por isso, o comandante deu ênfase aos trabalhos de finalização nos treinos desta semana para tentar tirar do time o rótulo de pior ataque do G-4. Atual titular da linha de frente, Washington assume a cobrança pela evolução do setor.

"O ataque tem que melhorar e mostrar sua força. Faltam nove jogos para darmos uma arrancada. Os atacantes têm que ajudar e também crescer neste momento. Não tenho medo de falar que o São Paulo vai melhorar e fugir dessa média de gols. Vamos nos preparar muito bem", afirmou.

Para o atacante, o rodízio no sistema ofensivo pode ser encarado como um dos motivos para o baixo rendimento do setor. Enquanto Dagoberto é titular absoluto, Washington e Borges se revezam no outro posto.

"É uma coisa inédita para mim. Eu saio um pouco e depois volto. Às vezes, não dá sequência e nem confiança que o jogador precisa. Até por isso, a média pode estar mais baixa. Mas nada que os próximos nove jogos não ajudem a melhorar", analisou.

Vice-líder do Brasileirão, o São Paulo balançou as redes 40 vezes e tem o pior índice entre os clubes do G-4. O primeiro colocado, Palmeiras, marcou 46 gols. Já o terceiro, Internacional, anotou 51 tentos. O Goiás, por sua vez, também fez 46.

Apesar de reconhecer a responsabilidade para melhorar o índice, Washington é o artilheiro do São Paulo no Nacional, com nove gols.

VEJA TAMBÉM
- Vai sair? Titular comenta possibilidade de transferência para o Cruzeiro
- Zubeldía reconhece desempenho ruim, justifica time no banco e revela lesão
- Cuiabá surpreende, vence São Paulo e derruba invencibilidade de Zubeldía


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 8 7

Comentários (1)

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.