publicidade

Atacante do São Paulo quebra jejum e ganha confiança no time

Vitor Bueno anotou gol de falta e abriu a vitória são-paulina no Morumbi — Foto: Marcos Ribolli

A noite de sábado serviu para Vitor Bueno ganhar moral no São Paulo e se ratificar novamente como alternativa ofensiva para Hernán Crespo às vésperas do confronto decisivo contra o Palmeiras, marcado para terça, às 21h30 (de Brasília), no Allianz Parque, e válido pelas quartas de final da Copa Libertadores.



Diante do Grêmio, o camisa 12 ganhou nova chance como titular e quebrou o jejum de um mês sem balançar as redes. Mais do que simplesmente a atuação artilheira, Vitor Bueno se movimentou, distribuiu bons passes e saiu como um dos destaques da vitória por 2 a 1 do São Paulo.


LEIA TAMBÉM: Com gol no fim, São Paulo vence o Grêmio e respira na tabela do Brasileirão




Autor de seis gols na temporada, Vitor Bueno não balançava a rede desde 13 de julho, quando anotou no empate por 1 a 1 contra o Racing, pelas oitavas da Libertadores.

Desde o gol contra os argentinos, o atacante perdeu minutos e espaço dentro do elenco são-paulino. A partir da atuação contra o Racing, Vitor Bueno só havia sido titular na goleada sofrida contra o Flamengo.

Ainda neste período, Bueno somou mais 32 minutos de jogo, contando a participação nos duelos contra Fortaleza (Brasileirão) e Vasco (Copa do Brasil). De resto, o atacante permaneceu cinco partidas no banco de reservas sem ser sequer ser utilizado.

A nova oportunidade veio neste sábado, e o camisa 12 correspondeu justamente na partida antecessora ao grande embate são-paulino deste segundo semestre.

Mais do que uma simples eliminatória de quartas de final de Libertadores, o confronto diante do Palmeiras tem peso diferenciado pela rivalidade local e pela história envolvendo os dois times no torneio sul-americano.

Vitor Bueno chega a este clássico como terceiro artilheiro são-paulino na temporada com seis gols, ao lado de Luciano, que é dúvida para o jogo, e Gabriel Sara. Somente Rigoni, com sete, e Pablo, com 12, superam o camisa 12 na estatística.



Gols vão ser fundamentais para o São Paulo pensar em classificação. Após o empate por 1 a 1 na ida, no Morumbi, o Tricolor precisa vencer o Palmeiras no Allianz Parque ou arrancar uma nova igualdade, desde que balance pelo menos duas vezes as redes alviverdes.

Atacante, São Paulo, jejum, confiança, time

VEJA TAMBÉM
- São Paulo oficializa contratação do atacante André Silva para reforçar o time
- BEM -VINDO DE VOLTA! Tricolores comemoram retorno de James Rodrigues
- ELE FALOU ISSO? Pato dá declaração polêmica sobre segunda passagem no tricolor


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 6 1

Comentários (5)
15/08/2021 22:35:49 Reinaldo Jesus

calma ai tem que pegar mais confiança ter força de vontade e pe no chao fez um gol agora se esforça acredito

prata
15/08/2021 17:50:19 murphy

Na minha opinião o Vitor Bueno é bom jogador. Não é craque. Só que de centroavante ele não joga nada. Como meia atacante ele tem um melhor rendimento e contribui muito mais com o time.

bronze
15/08/2021 16:46:07 DoutorTricológica

Quem é mais velho vai lembrar do meia Souza, que jogou no Corinthians e depois veio pro S.Paulo (não é o Souza do tricampeonato brasileiro). É o mesmo caso do Vitor Bueno: não falta técnica, falta vibração. São jogadores que parem estar em outra dimensão do jogo. Têm bola pra jogar, mas não têm foco suficiente.

15/08/2021 15:28:23 Rodrigo Sousa

O técnico tá levantando os jogadores isso eu to gostando pok eles agora tao joganndo bem ater valtaram a marcar goooool

15/08/2021 14:42:16 Sergio Gandini

Vitor Bueno nunca jogou de centroavante, foi escalado por falta de opção. No meio da campo só precisa se dedicar mais.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.