publicidade

Maxi é o sonho para o ataque são-paulino

O argentino Maxi López é o nome que a diretoria tem na cabeça para ser o centroavante do São Paulo em 2010. Com as saídas de Borges e Washington, que terão os contratos encerrados em 31 de dezembro e não vão ficar, o atacante, hoje no Grêmio, é o preferido para ser o novo camisa 9 do Tricolor.

Só que a negociação não é simples. López pertence ao FC Moscou, da Rússia, e está emprestado ao clube gaúcho até o fim do ano. Para ficar com o atacante em definitivo, o Grêmio, que tem prioridade na compra de 50%, precisa desembolsar 1,5 milhão de euros (R$ 4,3 milhões). Caso os gaúchos não tenham condições de contratá-lo, os dirigentes do São Paulo teriam de abrir negociação para tentar um novo empréstimo, já que seria difícil o Tricolor investir essa quantia.

O salário do argentino gira em torno de R$ 160 mil, menos do que os R$ 200 mil pagos a Washington e um pouco mais do que os R$ 110 mil mensais de Borges. Ou seja, dentro da política salarial do São Paulo.

A opção pelo centroavante é porque, como o presidente Juvenal Juvêncio declarou em entrevista ao JT, em julho, Washington viria para o São Paulo por um ano apenas, e, em relação a Borges, a diretoria não fará nenhum tipo de loucura para continuar com o jogador. O comportamento do jogador, que sempre reclama quando está na reserva, incomoda os dirigentes.

Com a saída de Washington e Borges, a diretoria, que diz que falará de reforços apenas após o Campeonato Brasileiro, despista, mas já reforçou o ataque com Fernandinho, do Barueri, que assinou por quatro anos, e Marcelinho Paraíba, que deverá ficar até o fim de 2010. Ontem, Zezé Perrella, presidente do Cruzeiro, confirmou que o atacante do Barueri jogará no Tricolor por quatro anos - o time mineiro era um dos interessados.

Para defesa

Entre os nomes que estão na mesa do presidente Juvenal Juvêncio para defesa está o de Xandão, do Barueri. O currículo do jogador de 21 anos e 1,93m de altura foi aprovado pelo dirigente. O acerto depende de uma negociação com a Traffic. Porém não seria muito difícil. A empresa de J. Hawilla, parceira também do Palmeiras, já colocou Fernandinho no São Paulo e vê com bons olhos uma ampliação da relação com o Tricolor.

VEJA TAMBÉM
- São Paulo sofre com gol anulado, empata com Internacional e segue no G6.
- Provável escalação do São Paulo para enfrentar o Internacional no Brasileirão
- São Paulo Mantém postura firme e exige pagamento da multa por Galoppo


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 53 18

Comentários (35)

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.