publicidade

Birner: São Paulo e Carlos Eugenio Simon, relação obrigatória e desgastada

Em 2005, Carlos Eugênio Simon errou muuuuuuito contra o Santos na Vila Belmiro e o Furacão eliminou o Peixe do mata mata da Libertadores nas quartas de final.

O Atlético PR chegou à decisão contra o São Paulo. E a cartolagem do Morumbi, com receio do apito, foi na Conmebol e convenceu a entidade a escalar 2 árbitros estrangeiros.

Era medo mesmo, não desejo de receber benefícios. O grande erro da arbitragem nas duas partidas finais da Libertadores foi o pênalti que Horácio Elizondo deu em Aloísio, do Furacão, nos acréscimos do primeiro tempo.

A falta aconteceu fora da área. A partida que terminou 4×0 para o São Paulo e lhe garantiu o tricampeonato continental estava 1×0 quando a penalidade foi assinalada . Se Fabrício tivesse feito o gol antes do seu time ir ao vestiário (chutou na trave), o jogo ficaria bem mais difícil para os anfitriões nos 45 minutos finais.

Depois da movimentação da cartolagem do Morumbi na Conmebol, o São Paulo teve muito azar no apito durante o brasileirão. Chegou a falar em complô e frequentou a zona do rebaixamento na mesma temporada em que conseguira os títulos da América e do paulistinha, e que chegaria ao campeonato mundial diante do Liverpool.

Naquele ano explodiu o caso Edilson Pereira de Carvalho. Os árbitros, basta reparar, depois do problema com seu colega de apito, passaram a errar bem menos após a anulação dos jogos. As polêmicas diminuiram bastante. Inclusive as que envolveram o time comandado por Paulo Autuori.

A relação do time do Morumbi com Simon estava desgastada bem antes de 2005. O azar são-paulino com ele era mais antigo.

Ontem, o diretor de futebol do São Paulo, João Paulo de Jesus Lopes, em regra fora de polêmicas, falou o seguinte sobre a possibilidade de Carlos Eugênio Simon representar a arbitragem brasileira noutra Copa do Mundo (a terceira dele).

“Sorte que o São Paulo não disputará o Mundial da África”, falou.

Resta saber qual será o novo capítulo da polêmica, desgastada e quase obrigatória relação.

VEJA TAMBÉM
- Vai sair? Titular comenta possibilidade de transferência para o Cruzeiro
- Zubeldía reconhece desempenho ruim, justifica time no banco e revela lesão
- Cuiabá surpreende, vence São Paulo e derruba invencibilidade de Zubeldía


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 6 4

Comentários (3)

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.