publicidade

Para Alecsandro, Inter se perdeu após a entrada de Jorge Wagner

Atacante acredita que equipe se preocupou muito em marcar em vez de sair para o jogo



O São Paulo conseguiu empatar com o Inter no segundo tempo do jogo no Beira-Rio, nesta quarta, pelo Brasileirão. Na etapa inicial, a vitória colorada foi de 2 a 0. Depois do intervalo, o adversário fez dois e igualou o placar. O atacante Alecsandro avalia que o time se preocupou muito em marcar e deixou de ir ao ataque.

- A gente tem uma cultura de marcação muito forte, então às vezes recuamos um pouco. Quando o São Paulo veio atacar, nos preocupamos primeiro em marcar para depois sair para o jogo - comentou.

Alecsandro foi o autor dos dois gols do Inter. Ele acredita que a movimentação do São Paulo, principalmente a atuação de Jorge Wagner, que entrou na etapa complementar, mudou o jogo.

- Sentimos bastante. Deu para perceber a movimentação do São Paulo no segundo tempo. Faltou, principalmente, que nós jogadores nos acertássemos com a movimentação do Jorge Wagner, que realmente acabou mudando a partida - analisa.

O atacante divide a responsabilidade pela montagem da equipe entre o técnico Tite e os próprios jogadores. Para Alecsandro, o atleta tem que saber o que fazer na partida, independentemente do que o comandante pede.

- Tem muita coisa que vem do treinador, lógico que ele é o responsável, ele é o que mexe no esquema tático. Mas tem o “feeling” do jogador. Às vezes o treinador pede um posicionamento, mas às vezes você está vendo outro jogo e faz outro posicionamento. Até na marcação individual. Para dar um exemplo: nas bolas paradas eu estava marcando o Dagoberto fora da área. Duas vezes eu senti que ele ia entrar para a área e ele acabou entrando. Se eu ficasse ali no posicionamento que foi aconselhado, fora da área, o Dagoberto poderia ter marcado um gol. Então o jogador tem que saber que, mesmo o treinador pedindo alguma coisa, ele também tem que saber o que fazer dentro de campo.

Apesar do resultado frustrante dentro de casa, Alecsandro não quer saber de lamentações.

- Nesse momento temos que falar pouco. Estamos bem na tabela ainda, estamos procurando nosso melhor. Não temos o que lamentar. Precisamos corrigir os erros já pensando no próximo jogo, contra o Botafogo.

VEJA TAMBÉM
- VAI PRO RIVAL? Chegada de James Rodríguez a um rival após rescisão com São Paulo tem aprovação da torcida
- A CAMINHO DO RIVAL? São Paulo e Corinthians buscando a contratação de meia do Santos
- EMPATE FORA DE CASA! São Paulo não mantém sequência de vitórias e tem prejuízos na sequência do Brasileirão


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 8 6

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.