publicidade

CBF entende que árbitro seguiu protocolo ao parar jogo por canto homofóbico

Torcida do Corinthians em jogo contra o São Paulo pelo Brasileirão Imagem: ABNER DOURADO/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO

A CBF entende que o árbitro Bruno Arleu de Araújo acertou ao paralisar o clássico entre Corinthians x São Paulo por canto homofóbico, na Neoquímica Arena. Para a comissão de arbitragem da confederação, o juiz seguiu o protocolo da Fifa que prevê suspensão de jogos por manifestações discriminatórias.

A primeira vez que houve uma paralisação de jogo por discriminação foi em agosto de 2019, com o árbitro Anderson Daronco, em um Vasco x São Paulo. Depois disso, houve alguns episódios.

A impressão era de que os árbitros não vinham executando as suspensões durante um período. Mas a comissão de arbitragem entende que o protocolo tem sido aplicado.

Arleu teve como primeiro procedimento pedir para o sistema de som do estádio para que cessem os gritos. A torcida do Corinthians, no entanto, passou a cantar ainda mais alto, e o estádio inteiro. Por isso, o árbitro apelou a suspensão da partida por um período. Só depois permitiu a sua retomada. Para a CBF, portanto, ele acertou.

A entidade informou que o caso foi enviado tanto para o STJD quanto para sua comissão de ética e de compliance. Pelo novo RGC (Regulamento Geral de Competições), a confederação tem a prerrogativa de até tirar pontos por discriminação. Isso será analisado e não está descartado.

Mas a tendência é o caso ser julgado no STJD, onde, até hoje, não houve perda de ponto por homofobia. Houve casos de perda de ponto por racismo.


VEJA TAMBÉM
- São Paulo vence Atlético-GO e ganha pela primeira vez no Brasileiro
- Veja como assistir Atlético-GO vs São Paulo ao vivo
- Quatro treinadores recusaram proposta do São Paulo antes do acerto com Zubeldía


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 25 1

Comentários (10)

esse senhor deveria ser investigado.

nas qdo precisou não usou o var, nos lances onde ele errou na marcação do penalty, e qdo anulou gol do Caleri juiz porcaria, safado, mal caráter.

15/05/2023 20:00:36 Josias Brizida

caiu em Itaquera e pênalty juiz safado não jogaram com 12 e sim com 16 bandeirinhas e o pessoal do VAR aliás o q estavam fazendo lá

15/05/2023 19:56:38 Josias Brizida

Enquanto não tiver punição os imbecil continuarão a fazer atos racistas homofobicos etc. deveria perder mando de jogo ou estádio vazio hipocrisia torcida q respeita as minas democracia Corinthians aliás passam seus preconceitos pros filhos q vai a escola cometer bullying encher o saco dos professores aliás os pais acham bonito encher o saco do próximo essa era já passou bullying e crime

15/05/2023 18:08:04 OSoberano

Seguiu o protocolo nos outros lances tb.

Protocolo oficial da CBF: quando o Corinthians joga em casa tem que ser favorecido pelo arbitragem

15/05/2023 17:38:39 Roque Thomazini

Este juizinho e aquele contra o Fortaleza devem estar envolvidos com as casas de apostas. Só pode ser...

15/05/2023 17:21:02 wilson carlos

juiz tava na gaveta, precisa ser apurado isso, não é só jogador q recebe dinheiro pra fabricar resultados,tem muito juiz ladrão mesmo, tanto no mundo do futebol,como no judiciário brasileiro.

bronze
15/05/2023 17:17:21 charopetacwb

O que realmente eu quero saber é se a CBF entende tb que o arbitro prejudicou o sao paulo com a perda dos 3 pontos?

15/05/2023 17:12:35 Jose Feitosa

E o que a CBF fala a respeito da atuação do árbitro nos lances polêmicos do jogo?

15/05/2023 17:00:38 thiagopraxsp

Tomar no cu, tinha que parar na hora da maozada que o jogador lá deu na bola dentro da área. Juiz pnc, queria só quebrar o ritmo do São Paulo ontem

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.