São-paulinos pedem Luxemburgo: mas qual Luxa chegaria ao clube?
Últimas Notícias

São-paulinos pedem Luxemburgo: mas qual Luxa chegaria ao clube?

Técnico já faturou cinco taças do Brasileiro e oito do Paulista. Relembre passos na carreira

0 0 0 0
Durante manifestação que mobilizou cerca de 70 torcedores do São Paulo, umas das reivindicações foi pela contratação do técnico Vanderlei Luxemburgo. Apesar de estar sem clube atualmente, Luxa é o treinador brasileiro que conquistou mais títulos ao longo de sua carreira. No total são 23, com destaque para cinco canecos do Campeonato Brasileiro e oito do Paulista. Veja a trajetória do técnico, atualmente com 65 anos.



2017 – Sport
À frente do Leão, Luxa conquistou o Campeonato Pernambucano de 2017, sua última taça até aqui. Chegou a assumir o sexto lugar do Brasileirão e até o quinto, por um curto período, mas acabou caindo para a 11ª colocação após a derrota por 5 a 0 para o Grêmio. Pelas quartas de final da Sul-Americana, foi eliminado após derrota por 2 a 0 para o Junior Barranquila e foi demitido pelo clube em outubro, encerrando sua passagem pela equipe com 40,2% de aproveitamento, com 11 vitórias, oito empates e 15 derrotas em 34 jogos. Até o momento, Luxa segue no mercado.

2015-2016 – Tianjin Quanjian
A passagem de Luxemburgo pela equipe chinesa também foi rápida. O treinador chegou ao Tianjin Quanjian em setembro para fazer o time da segunda divisão garantir o acesso à primeira. Apesar de ter estreado com vitória em março de 2016, Luxa não rendeu o esperado e foi demitido em junho do mesmo ano, quando a equipe ainda ocupava a oitava colocação, longe de chegar à zona de acesso. Ao todo, Luxa esteve no comando 12 vezes, com quatro empates, quatro derrotas e quatro vitórias.

2015 - Cruzeiro
A segunda passagem de Luxemburgo pelo Cruzeiro ficou longe de ser tão agradável quanto a primeira, quando o clube conquistou a tríplice coroa (Copa do Brasil, Mineiro e Brasileirão). Desta vez, foram 19 jogos com dez derrotas, três empates e apenas seis vitórias, totalizando um rendimento de 36,8%. Luxa, que assinou vínculo de um ano e meio com o time celeste, foi demitido após a derrota para o Santos, em 31 de agosto.

2014-2015 – Flamengo
Flamenguista de coração, Luxemburgo voltou ao Rubro Negro pela quarta vez com a missão de livrar a equipe da zona de rebaixamento. Desta vez, o dever foi concluído e a equipe terminou o Campeonato Brasileiro na décima colocação. No mesmo ano, o time chegou as semifinais da Copa do Brasil, mas acabou sendo eliminada pelo Atlético-MG. Em janeiro de 2015, Luxa conquistou o Torneio Super Series. No Carioca, o técnico foi suspenso por dois jogos por críticas a FERJ e, após três rodadas no Brasileirão com apenas um ponto, Luxemburgo caiu.

2013 – Fluminense
Luxemburgo teve um rendimento baixo nas Laranjeiras. Com a missão de livrar o Fluminense da fase ruim, o treinador não conseguiu alcançar o objetivo e deixou o clube com um desempenho abaixo do esperado. No total foram 26 jogos, sete vitórias, nove empates e 10 derrotas.

2010-2012 - Flamengo
Em sua terceira passagem pela Gávea, Luxemburgo dirigiu o Flamengo em 86 jogos, garantindo 39 vitórias, 33 empates e 14 derrotas. Os planos por lá deram certo até certo ponto. O Rubro Negro conquistou o Campeonato Carioca 2011 (Taça Guanabara e Rio) com reforços como Ronaldinho e Thiago Neves e terminou o Brasileiro na quarta colocação, com vaga na Pré-Libertadores. Foi demitido no dia 2 de fevereiro de 2012 após desentendimento com Michel Levy, vice-presidente de finanças do clube, e Ronaldinho.

2010 - Atlético-MG
Luxa desembarcou em Belo Horizonte com um contrato de dois anos e rejeitando ofertas do CSKA Moscou e Internacional. Nos primeiro semestre, a equipe conquistou o Campeonato Mineiro, mas o restante do ano não foi tão bom. O Atlético-MG acabou sendo eliminado nas quartas de final da Copa do Brasil e os resultados ruins no Brasileiro culminaram na demissão do técnico. No total foram 53 jogos, 22 vitórias, 12 empates e 19 derrotas.

2009 - Santos
A pedido do presidente Marcelo Teixeira, Luxemburgo voltou ao Santos com a missão de tirar o time da zona de rebaixamento. Este viria a ser o seu pior desempenho no comando da equipe da Vila Belmiro, mas pelo menos o Peixe terminou o Campeonato Brasileiro em 12º lugar. Em dezembro Luxa deixou o time. Em 26 jogos, o Santos venceu nove, empatou oito e perdeu nove.

2008-2009 - Palmeiras
Luxemburgo chegou a sua quarta passagem pelo Verdão e sagrou-se Campeão Paulista,, título que o clube não conquistava desde 1996. Ao final do ano, o Palmeiras estava classificado para a Libertadores. Em 2009, o técnico chegou às semifinais do Estadual e às quartas de final da Libertadores. Sob seu comando, a equipe também ocupava a quinta colocação no Campeonato Brasileiro. Antes de se despedir por decisão unilateral do presidente, Luxa alcançou 61% de aproveitamento: foram 60 vitórias, 25 empates e 26 derrotas. Em seu Twitter, o técnico explicou sua saída "Não sou mais técnico do Palmeiras. Fui demitido por discordar (sic) das atitudes do Keirrison"

2006-2007 - Santos
De volta ao Santos, Luxemburgo conquistou o bicampeonato Paulista (2006 e 2007), mas passou longe da taça do Campeonato Brasileiro, chegando apenas ao vice do Brasileirão e às semifinais da Libertadores de 2007, mas acabou caindo para o Grêmio. Em sua quarta passagem pelo Peixe, o treinador chegou a bater 64,3% de aproveitamento, com 82 vitórias, 26 empates e 33 derrotas em 141 jogos.

2005 - Real Madrid
Apesar de ter colocado o seu nome entre os principais técnicos do mundo ao assumir o comando do Real Madrid, Luxemburgo não teve sua melhor fase no time espanhol. O clube foi eliminado nas oitavas de final da Copa do Rey e desclassificado da Liga dos Campeões, também nas oitavas de final, no mês seguinte. Apesar das eliminações, o técnico totalizou participação em 45 partidas com 28 vitórias, sete empates e dez derrotas.

2004 - Santos
De volta ao Santos, Vanderlei Luxemburgo encontrou menos facilidade para dirigir a equipe e o título do Campeonato Brasileiro foi conquistado apenas na última rodada, quando o Peixe totalizava 89 pontos, apenas três a mais que o Atlético-PR. Neste período, o técnico chegou a ter 67,4% de aproveitamento.

2002-2004 - Cruzeiro
No time celeste, Luxemburgo escreveu uma bela história. Em seu primeiro ano no clube, o técnico montou um time ofensivo e conquistou o Campeonato Mineiro, Copa do Brasil e o inédito Campeonato Brasileiro no ano seguinte. Nesta passagem pelo Cruzeiro, o Luxa alcançou 70,4% de aproveitamento ao disputar 107 e garantir 68 vitórias, 22 empates e 17 derrotas.

2001-2002 - Corinthians
Luxemburgo retornou ao Timão em 2001 e acrescentou mais um título do Campeonato Paulista ao seu currículo. Em 2002, o treinador teve uma rápida passagem pelo Palmeiras, mas saiu sendo responsabilizado por parte da torcida pelo rebaixamento da equipe à Série B do Campeonato Brasileiro. Luxa deixou o Corinthians com 46% de aproveitamento acumulados de 67 jogos com 32 vitórias, 14 empates e 21 derrotas.

1998-2000 - Seleção Brasileira
Como técnico da Seleção, Luxemburgo conquistou a Copa América de 1999 e o Pré-Olímpico de 2000, pelo sub-23. Levando em consideração os primeiros 18 jogos de Luxa no comando da Seleção, o Brasil alcançou 83% de aproveitamento, totalizando 14 vitórias, três empates e uma derrota. Sua saída ficou marcada pela eliminação do Brasil nas Olimpíadas de 2000, quando o Brasil foi derrotado por Camarões nas quartas de final.

1998 - Corinthians
Luxa assumiu o comando do Corinthians no início de 1998 e logo nos primeiros seis meses de trabalho levou a equipe ao vice-campeonato paulista, totalizando somente uma derrota em toda a competição. No segundo semestre o técnico faturou o Campeonato Brasileiro e foi procurado pelo então presidente da CBF, Ricardo Teixeira para substituir Zagallo no comando da Seleção.

1997 - Santos
Luxemburgo chegou ao Santos com status de astro. Em sua primeira passagem pelo clube, o treinador conquistou o Torneio Rio-São Paulo e treinou nomes renomados em campo como Caio, Müller, Zetti e Ronaldão, mas não foi o suficiente para a equipe fazer uma boa temporada e o Peixe acabou ficando para trás no Paulistão e no Campeonato Brasileiro. Luxa, que foi contratado por dois anos, deixou o time em janeiro de 1998.

1996-1997 - Palmeiras
Luxa deixou o Paraná rumo ao Palmeiras. Pelo Verdão, o técnico conquistou mais dois títulos: Copa Euro-América e o Paulistão. Naquele ano, o ataque do Palmeiras ficou famoso no Estadual por ter marcado mais de 100 gols. Em sua segunda passagem pelo clube, ele esteve no comando do time em 86 jogos.

1995 - Paraná
Ainda em 1995, Luxemburgo dirigiu o Paraná em 15 jogos pelo Campeonato Brasileiro e fez o clube brigar pela liderança da competição. Com um elenco de nomes como Saulo, Maurílio, Claudinho, Hélcio, Edinho Baiano e Régis, o time paranista terminou a primeira fase da competição em quarto lugar, porém após a quarta rodada do segundo turno, Luxa recebeu uma nova proposta do Palmeiras e deixou o Paraná. Ao todo foram cinco vitórias, cinco empates e cinco derrotas.

1995 - Flamengo
De volta à Gávea, Luxemburgo deixou o clube antes do final de 1995, encerrando sua passagem com 65,9% de aproveitamento, 27 vitórias, 10 empates e nove derrotas. O técnico ainda foi campeão da Taça Guanabara do ano, mesmo com a rápida estadia. Lá, Luxa trabalhou com grandes nomes como Romário, Sávio e Edmundo, mas a derrota pra o Fluminense na final do Campeonato Carioca custou o emprego do treinador.

1993-1995 - Palmeiras
Em abril de 1993, Luxemburgo chegou ao Palmeiras e teve sua primeira conquista em um grande clube como treinador ao ser Campeão Paulista do ano. O título, fruto da vitória por 4 a 0 sobre o Corinthians, que encerrou um jejum de 16 anos sem títulos. No mesmo ano, Luxa garantiu as taças do Torneio Rio-São Paulo e do Campeonato Brasileiro. Em 1994, o técnico foi bicampeão paulista e brasileiro. Na história do clube ainda constam a Taça Reggiana, em 1993, Taça Nagoya, em 1994, e Copa Brasil-Itália, em 1994. Ao todo foram 150 jogos disputados, 91 vitórias, 35 empates e 24 derrotas.

1991 - Flamengo
Ex-jogador e torcedor do Flamengo, Luxemburgo foi convidado para treinar o Rubro Negro em 1991. O técnico trabalhou na Gávea entre janeiro e agosto e promoveu uma lista de jogadores da base, com destaque para Júnior Baiano, Nélio, Marcelinho Carioca, Djalminha, Paulo Nunes, Zinho, Marquinhos. Em 52 partidas disputadas, a equipe somou 24 vitórias, 14 empates e 14 derrotas. Além disso, Luxa faturou a Copa Rio do ano. Ainda em 1991, Luxemburgo assumiu o comando do Guarani. Em 1993, treinou a Ponte Preta, onde permaneceu até 1993

1989 - 1990 - Bragantino
De volta ao Brasil, Luxa foi convidado pela família Chedid para dirigir o Bragantino-SP. Foi a primeira vez em que o treinador montou sua comissão técnica e definiu os jogadores que estariam no time. O projeto um tanto ousado na época deu bons resultados: o Bragantino conquistou o título da Série B em 1989 e foi campeão paulista em 1990. No total foram 105 jogos, 52 vitórias, 27 empates e 26 derrotas.

1987 - América-RJ
Depois de já ter trabalhado como auxiliar no América, Luxemburgo retornou ao clube como treinador profissional em 1987, mas não durou muito por lá, pois no mesmo ano voltou para a Arábia Saudita para trabalhar com o técnico Joubert Luis Meira. Entre 1987 e 1988, Luxa voltou a trabalhar como assistente técnico de Joubert Luis Meira pelo Al-Shabab.

1986 - Fluminense
Luxemburgo assumiu o Fluminense como interino em 1986. Embora a experiência tenha sido curta, ao dirigir o time em apenas 13 partidas, o treinador, que comandava os juniores, viajou com a equipe de Laranjeiras em uma excursão pela Europa. Lá, Luxa esteve à frente do time contra clubes como Manchester United, Bayern de Munique e Real Madrid. Ao todo foram quatro vitórias, quatro derrotas e cinco empates.

1985 - Democrata-MG
Luxemburgo retornou ao Brasil em 1985 e assumiu o comando do Democrata a convite do diretor de futebol do clube na época, Ubirajara Pinheiro. O técnico trabalhou no time mineiro durante três meses e não teve nenhuma grande partida. Começou a fazer sucesso no ramo apenas no próximo ano.

1983 - Rio Branco
Apesar de ter iniciado sua carreira como treinador profissional no Campo Grande, do Rio de Janeiro, Luxemburgo seguiu para o Rio Branco no mesmo ano e, pela equipe capixaba, conquistou o título do Estadual de 1983, que seria o primeiro de muitos. Na época, a equipe ficou conhecida como "Furacão Capixaba" e chegou a disputar 80 jogos pela Série A do Campeonato Brasileiro. Luxemburgo ainda chegou a comandar o Friburguense, em 1984, mas transferiu-se para o exterior para trabalhar como assistente técnico de Joubert Luis Meira, no Al-Ittibad, da Arábia Saudita.
Avalie esta notícia: 4 18

Comentários (65)

23/02/2018 23:33:32 Claudeir Moraes Banheti

luxa meu ovo!
Fora Rodrigo caio!
Fora marcos Guilherme!
Fora cueva!
Fora cidão!
Fora jucilei!
Fora hudson!
Fora pretos!
Fora Diego souza!
Se esse time marcar um contra , com o time do meu bairro, leva goleada!!

23/02/2018 22:49:54 Anderson Florencio

esse Dorival só deu certo no Santos nos outros clubes foi só fracasso

23/02/2018 18:13:56 Luiz Batista

Se o Luxemburgo vier eu nunca mas coloco a camisa do tricolor.

23/02/2018 16:01:19 Korzus

Engraçado como ano passado enquanto o M1TO era o técnico o apelo da torcida do São Paulo por Dorival Júnior, seria o salvador da pátria... passados 6 meses ele é burro, não presta... assim foi feito com o M1TO, com Ricardo Gomes, Doriva, Autuori... enfim... quem será o próximo??? Luxemburgo??? Precisamos entender que nosso problema não é o técnico, não são os jogadores e sim a porra do presidente.

23/02/2018 13:40:01 fefe gamer

s Heraldo
se for para trazer luxa. e. melhor leão

23/02/2018 13:31:25 David Rodrigues

Vanderlei Luxemburgo tem um histórico de fracasso na última década que não credencia ele a treinar nem o sub 17 do SPFC, precisamos de campeões atualizados e não museus fracassados.

23/02/2018 13:28:25 Ezequiel Moreira

pode trazer ate o guardiola que nao resolve , 17 tecnicos em 10 anos de draga , se o problema fosse treinador sera que nem um dos 17 resolveeria?

23/02/2018 13:25:18 Uoberton Vilela Vilela

esse Leco q quer contratar Luxemburgo. ..a torcida não quer Luxemburgo e simmm cucaaaa luxa naooooo

23/02/2018 13:20:31 Mauricio Daniel Basilio

Ceni ou Jardini!!!!

23/02/2018 12:55:06 AntJr

Luxemburgo não é o nome para o SP.

23/02/2018 12:29:46 Fabio Neves

técnico ultrapassado não serve para o tricolor

23/02/2018 12:21:58 Vida M

 70 torcedores do São Paulo, NÃO REPRESENTAM A NAÇÃO TRICOLOR.

23/02/2018 11:55:17 Moisés Santos

cuca já

23/02/2018 11:53:14 Denivaldo Pereira

vai falar que o cara não é competente?
quando mestre Tele chegou ao SPFC era chamado de pé frio mesmo todos sabendo da sua competência... então tá na hora sim de dar uma chance para o Luxa.

23/02/2018 11:46:18 Fernando Algarte

Ele foi grande treinador de 2004 pra trás, depois disso, já era.

23/02/2018 11:41:30 Juliano Soares

Deixa o Dorival trabalhar, trouxeram vários jogadores que ele não pediu e agora põem a culpa no cara. Se vier outro técnico começa tudo do zero. É assim que estamos a anos, troca técnico e o time não anda. Vamos deixar o trabalho do Dorival acontecer.

se Dorival sai tem que ser Luxemburgo

23/02/2018 11:29:09 Edicarlos Santana

Muricy ou volta Rogério Ceni esses outros e tudo bunda suja

23/02/2018 11:23:12 Paulo Portes

traz o Luxa e o pai Santo dele pra desatar a macumba que jogaram no tricolor

23/02/2018 11:22:42 Denis Garcia

CONTRATARAM O DORIVAL AGORA DEIXA ELE TRABALHAR. POR QUE NÃO CONTRATARAM OS JOGADORES QUE ELE INDICOU? POR VENDERAM O PRATO? SENDO QUE AGORA NÃO TEMOS CENTROAVANTE DE ORIGEM BOM.POR QUE NÃO CONTRATARAM UM LATERAL DIREITO PEDIDO PELO TÉCNICO? CADÊ OS ATACANTES RÁPIDOS QUE O DORIVAL PEDIU.PARABENS DORIVAL VC SALVOU O SP DO REBAIXAMENTO. FORA DIRETORIA INCOMPETENTE QUE SÓ PENSA EM DINHEIRO E VIVE CONTRATANDO EX JOGADORES PARA DESVIAR O FOCO ...FORA LECO .FORA LECO

23/02/2018 11:19:30 Alexandre Jardim

Respeito opinião de todos mas acredito que o melhor seria a promoção de Jardine da base. ele venha ganhado quase tudo na base.

23/02/2018 11:16:09 Italo Alves

Por isso tricolor não vai pra frente so trocando de treinador ..DEUS ME LIVRE DE LUXEMBURGO AI SERÁ NOSSO FIM ..

23/02/2018 11:15:03 silvio nascimento

Eu sou são paulo desde me conheço por gente e eu não pedi o Sr. luxa no meu time.

imprensa safada

mil vezes o Dorival

23/02/2018 11:06:04 John Stiffler

museu

23/02/2018 11:10:33 sandro[SPFC]

lixoburgo faz tempo q num ganha porra nenhuma ele ta mais bixado doq o SPFC magina só junto o 2 bixados q é q vai da essa porra
2° divisão

bem luxa

23/02/2018 11:06:12 Lemonz

Se mandarem embora o Dorival e vier, é uma piada esperar que seja o Luxa de antes do Real Madrid de 12 anos atras. Muito provavelmente seria o Luxa que quase rebaixou o Sport e foi escorraçado do time de segunda divisão chinesa, e ele viria para levar o SPFC para a série B no ano que vem.

23/02/2018 10:56:18 Marcio Mudinho

são Paulo Luxemburgo sim sim sim são Paulo

bota o homem hoje.

23/02/2018 10:31:25 Bruno Bezerra

acho que deveriam da uma oportunidade pra ele!a diretoria não aceita pq ele não vai fazer os capricho desse leco.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.