publicidade

Se não fosse aquele tropeço... Confira os maiores vacilos dos candidatos ao título

Relembre os pontos preciosos que São Paulo, Flamengo, Palmeiras, Internacional, Atlético-MG e Cruzeiro deixaram de conquistar

Em um Campeonato Brasileiro com 38 rodadas, dois ou três pontos perdidos podem fazer a diferença? Quando a reta final ainda está distante, a tendência do torcedor é achar que dá para recuperar. No entanto, quando os últimos jogos se aproximam, é impossível não lamentar alguns tropeços inesperados, comuns em uma competição tão equilibrada.

Entre os times que disputam o título nacional, todos sofreram com derrotas ou empates que estavam fora do roteiro. O GLOBOESPORTE.COM selecionou três jogos de cada uma das seis equipes do pelotão de frente que deixaram os torcedores com aquele pensamento de "se não fosse aquele tropeço...".

São Paulo


São Paulo 2 x 2 Atlético-PR (17/05, 4ª rodada)
Na época comandado por Muricy Ramalho, o São Paulo cansou de perder chances e sofreu os dois gols quando era melhor em campo. Conseguiu o empate no fim.

Santo André 1 x 1 São Paulo (20/09, 25ª rodada)
Em teoria, o jogo era fora de casa. Mas a maioria esmagadora no estádio Santa Cruz torcia pelo São Paulo, que ainda por cima abriu o placar logo aos sete minutos.

São Paulo 2 x 2 Coritiba (07/10, 28ª rodada)
Após conseguir uma grande vitória sobre o Náutico nos Aflitos, o Tricolor teve de se contentar com um pontinho no Morumbi diante do Coritiba, que já brigava contra a degola.

Flamengo


Cruzeiro 2 x 0 Flamengo (10/05, 1ª rodada)
Primeira rodada, primeiro vacilo. Enfrentar o Cruzeiro no Mineirão não é fácil, mas aos 14 minutos de partida o Flamengo teve um pênalti a seu favor, e o adversário, um jogador expulso.

Sport 4 x 2 Flamengo (07/06, 5ª rodada)
A partida parecia fácil. O Fla dominava o jogo e fez 2 a 0 aos nove minutos. Mas uma pane entre os 26 e os 33 minutos - ainda do primeiro tempo - determinou a virada do Sport.

Flamengo 1 x 1 Náutico (02/08, 16ª rodada)
Em mais um tropeço contra pernambucanos, o Flamengo vacilou na estreia do efetivado Andrade, diante de 41 mil pagantes no Maracanã. O Náutico completava 13 jogos sem vitória.

Palmeiras


Barueri 2 x 2 Palmeiras (31/05, 4ª rodada)
Obina e Keirrison acabaram com um jejum de gols e abriram 2 a 0 para o Palmeiras já no segundo tempo. Mas o Palmeiras permitiu a reação do adversário na Arena Barueri.

Santo André 2 x 0 Palmeiras (21/10, 31ª rodada)
Em seu quarto tropeço seguido, o Palmeiras foi derrotado por um adversário que estava na zona de rebaixamento e que até então tinha o pior ataque do campeonato.

Palmeiras 2 x 2 Sport (11/11, 35ª rodada)
O jogo era em casa e contra um time que estava praticamente condenado à Segundona. O empate fez com que, ao final da rodada, o Palmeiras caísse para o terceiro lugar.

Internacional


Internacional 1 x 1 Atlético-PR (10/10, 29ª rodada)
O time perdeu grande chance de assumir a vice-liderança ao empatar em casa com o 14º colocado. E poderia ter sido pior: o gol colorado veio aos 44 minutos do segundo tempo.

Fluminense 2 x 2 Internacional (18/10, 30ª rodada)
O Inter não soube aproveitar a vantagem no placar e a irritação da torcida do Fluminense, que vaiou o seu time (especialmente Fred). Levou um gol no fim e deixou de somar dois pontos.

Internacional 0 x 1 Botafogo (01/11, 33ª rodada)
Em outro tropeço contra um time na parte de baixo da tabela, o Colorado ficou atrás no placar aos dois minutos de jogo e não teve forças para buscar a virada.

Atlético-MG


Atlético-MG 0 x 0 Santo André (30/05, 4ª rodada)
Atuar com um jogador a mais desde o início do segundo tempo, após expulsão de Marcelinho Carioca, não foi o suficiente para o Atlético conseguir a vitória em casa.

Atlético-MG 1 x 1 Botafogo (05/07, 9ª rodada)
Diante de quase 50 mil torcedores, o Galo fez o primeiro gol, mas cedeu o empate para o até então lanterna, perdendo a liderança do campeonato.

Atlético-MG 2 x 2 Avaí (20/08, 20ª rodada)
O Atlético fez 2 a 0 nos primeiros sete minutos da segunda etapa e viu o adversário conseguir o gol de empate já nos acréscimos. O resultado impediu o time de voltar ao G-4.

Cruzeiro


Vitória 3 x 3 Cruzeiro (30/08, 22ª rodada)
O Cruzeiro esteve sempre na frente no placar e vencia por 3 a 1 no Barradão, quando sofreu o empate com gols aos 40 e aos 43 minutos do segundo tempo.

Cruzeiro 2 x 3 Fluminense (01/11, 33ª rodada)
O Cruzeiro poderia ter resolvido o jogo no primeiro tempo, quando fez 2 a 0, perdeu pênalti e teve ótima atuação. Sofreu a virada do até então lanterna em 25 minutos na segunda etapa.

Cruzeiro 1 x 1 Grêmio (14/11, 35ª rodada)
Apoiado por 51 mil torcedores, o Cruzeiro deixou de entrar no G-4 ao levar um gol nos acréscimos de um time que acabara de ter dois jogadores expulsos.

VEJA TAMBÉM
- VAI PRO RIVAL? Chegada de James Rodríguez a um rival após rescisão com São Paulo tem aprovação da torcida
- A CAMINHO DO RIVAL? São Paulo e Corinthians buscando a contratação de meia do Santos
- EMPATE FORA DE CASA! São Paulo não mantém sequência de vitórias e tem prejuízos na sequência do Brasileirão


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 5 8

Comentários (10)

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.