publicidade

Bom sinal: Interino rebaixa rival e garante São Paulo na Libertadores.

Interino Milton Cruz comanda São Paulo contra Atlético-GO em busca de vitória fora de casa. Energias de 2015 ressurgem.

O São Paulo será comandado pelo técnico interino Milton Cruz neste domingo, contra o Atlético-GO, fora de casa, às 18h30 (de Brasília). O auxiliar não exercia essa função desde 2015, quando ajudou o Tricolor a rebaixar um rival do adversário deste fim de semana e ainda garantiu a equipe na Libertadores de 2016.

Milton Cruz será o técnico do São Paulo na terceira rodada do Campeonato Brasileiro porque o antecessor dele, Thiago Carpini, foi demitido durante a semana. O treinador não resistiu à sequência ruim de resultados e deixou o cargo depois da derrota por 2 a 1 para o Flamengo, a segunda na competição nacional.

Agora, o Tricolor terá o argentino Luis Zubeldía como novo treinador a partir da próxima semana (ele vai a Goiânia assistir ao jogo deste domingo, mas ainda das tribunas). Enquanto isso, o time terá Milton Cruz no banco de reservas. E as lembranças em Goiânia são boas.

Em 2015, o São Paulo entrou em campo no Serra Dourada para uma "final". Disputava com o Internacional a última vaga na Libertadores do ano seguinte. A vitória, porém, foi suada. Somente nos acréscimos, o atacante Rogério marcou um golaço para decidir o placar de 1 a 0 para o Tricolor.

De quebra, classificado para a Libertadores, o São Paulo ainda rebaixou o Goiás, rival do Atlético-GO. Justamente em 2016, ano em que o São Paulo disputou a Libertadores com a vaga conquistada por ele, Milton Cruz foi mandado embora depois de 22 anos no clube. Então, foi à Justiça e cobrou cerca de R$ 28 milhões em verbas trabalhistas que acreditava ter direito – entre elas, equiparação salarial a de treinadores que substituiu interinamente.

Até então, tinha comandado o time tricolor do banco em 43 jogos, como interino ou substituto em casos de suspensão, com 23 vitórias, sete empates e 13 derrotas. Fora do São Paulo, treinou clubes como Figueirense e Sport, sem sucesso. Para que sua volta se concretizasse, em 2021, ele desistiu da ação na Justiça do Trabalho e abriu mão de cerca de R$ 1,8 milhão, valor que o tribunal já dava como ganho a ele.


VEJA TAMBÉM
- Meia argentino é oferecido ao São Paulo e tem preferência declarada
- Calleri e Rafinha processam empresa dona do jogo FIFA
- Zubeldía reforça torcida por renovação de lateral do São Paulo


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 34 2

Comentários (1)
21/04/2024 19:22:11 Antonio Alves Leite Leite

E incrível como esse bostas erram passes,um metro um do outro e pá ,perdem ,nossos laterais levam,lev,levam e entrega nos pés adversário.OREMOS.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.