publicidade

Carpini e diretoria: disputa pelo futuro do técnico no São Paulo

Pressão sobre Thiago Carpini aumenta após eliminação no Paulista e queda de rendimento do São Paulo

O São Paulo anunciou a contratação de Thiago Carpini no dia 11 de janeiro. Três meses e um dia depois, o treinador vive num ambiente de pressão. Defendido por jogadores e criticado por torcedores, tem a diretoria como fiel da balança para tentar ter sequência e não ter seu trabalho interrompido. As primeiras impressões foram boas. Fim do longo tabu, de 10 anos, sem vitórias do São Paulo na Neo Química Arena diante do Corinthians e título da Supercopa do Brasil em cima do Palmeiras. Em pouco tempo, a empolgação da torcida deu lugar à desconfiança por causa da eliminação nas quartas de final do Campeonato Paulista e o futebol abaixo do esperado pela torcida.

De um lado, Thiago Carpini conta com o apoio dos jogadores. O trabalho do treinador é elogiado públicamente e internamente por líderes do elenco. Os principais jogadores do Tricolor têm dado constantes declarações defendendo a permanência do técnico e elogiado o dia a dia no CT da Barra Funda.

Créditos: ge Globo Esporte

Do outro, os torcedores estão insatisfeitos. A principal alegação é que o São Paulo não consegue apresentar evolução técnica e tática mesmo com reforços contratados no início desta temporada. A eliminação para o Novorizontino, nos pênaltis, nas quartas de final do Campeonato Paulista, e o desempenho nas duas primeiras rodadas da Conmebol Libertadores pesam.

No torneio internacional, o Tricolor perdeu do Talleres na estreia e suou para vencer o fraco Cobresal no Morumbi. No dia a dia, a relação de Thiago Carpini com os jogadores do São Paulo é boa. O ge ouviu pessoas próximas aos atletas e ao técnico para confirmar as declarações públicas nos últimos dias.

Thiago Carpini costuma dar abertura para os jogadores depois de tomar suas decisões. Mas uma mudança de esquema tático, por exemplo, não é debatida. O treinador, porém, gosta de ouvir dos atletas onde eles se sentem mais à vontade em campo.

A pressão sobre Thiago Carpini, é claro, chegou aos ouvidos e aos olhos dos jogadores. O elenco, então, tem tentado, em momentos específicos, demonstrar apoio ao técnico. Em rodas de união depois de jogos, por exemplo, os líderes já falaram sobre como os atletas têm tentado contribuir para que as ideias do treinador saíssem com sucesso do papel.

James Rodriguez, nos últimos dias, se aproximou um pouco mais de Thiago Carpini. Mostrou, em conversas com o treinador, que quer contribuir o máximo que conseguir - diante do Cobresal, ficou 90 minutos em campo, a maior minutagem pelo São Paulo em 2024.

Outro exemplo de como funciona a relação de Thiago Carpini com os atletas foram mudanças feitas para a estreia na Libertadores, contra o Talleres. Lucas, que depois da derrota por 2 a 1 elogiou o treinador, ficou satisfeito por atuar aberto pelo lado esquerdo, posição na qual fez sucesso na Europa. Em pouco mais de 20 minutos, porém, foi substituído com uma lesão.

Créditos: fonte do vídeo

As contusões, por sinal, têm sido uma constante no trabalho de Thiago Carpini. Neste momento, o São Paulo tem no departamento médico: Luiz Gustavo (lesão no tendão de Aquiles da perna direita); Moreira (lesão no músculo reto femoral da coxa direita); Patryck (lesão muscular à esquerda do quadril); Rafinha (fratura na fíbula esquerda); Lucas (lesão na região posterior da coxa esquerda); Wellington Rato (lesão de sindesmose no tornozelo esquerdo); Ferreira (lesão no músculo adutor esquerdo).

E a diretoria? Responsável por manter ou demitir Thiago Carpini, a diretoria do São Paulo está em silêncio sobre o futuro do treinador. No dia a dia, principalmente nas últimas semanas, com o aumento da pressão, não foi debatido entre o técnico e os dirigentes uma possível demissão. Depois da vitória sobre o Cobresal, o técnico foi mantido, mas o trabalho continua sendo avaliado partida a partida.

No sábado, às 21h (de Brasília), o Tricolor estreia no Campeonato Brasileiro no Morumbi, contra o Fortaleza, mais uma vez com a pressão sobre seu treinador.

Carpini se sente respaldado por quem está mais perto dele, como Rui Costa, Muricy Ramalho e Carlos Belmonte, os comandantes do departamento de futebol, e tem boa relação com o presidente Julio Casares. O técnico sabe, porém, que os resultados precisam melhorar para que sua vida volte a ser mais tranquila no São Paulo.


VEJA TAMBÉM
- Provável Escalação do São Paulo para Enfrentar o Águia de Marabá pela Copa do Brasil
- COM APOIO DE CALLERI! São Paulo pode buscar atacante argentino que atuou com Calleri
- São Paulo x Águia de Marabá: Onde assistir ao jogo da Copa do Brasil!


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 14 3

Comentários (6)
12/04/2024 16:10:12 Valdir Freire

tão falando do técnico não vejo ele culpado pois o time tá bem escalado só o. resultado não tá vindo mas tem da tempo

12/04/2024 09:27:49 Ronaldo Miranda

o São Paulo está com um dos melhores elencos dos últimos anos! Se essa diretoria continuar dobrando a aposta em um sujeito incompetente para treinar o São Paulo, levará todo o ônus. Não aceitaremos jogar a culpa no incompetente ou no departamento médico.

12/04/2024 09:23:22 Ronaldo Miranda

inventa d+ como o Rogério Ceni! A cada dia q a diretoria posterga a sua demissão, as chances do São Paulo ser eliminado na primeira fase da libertadores e passar sufoco no Brasileirão são gigantescas. Depois do acontecido não adianta a diretoria despacha-lo, a merda já estará fedendo.

12/04/2024 09:17:12 Jessé Luiz Ferreira

se for verdade quê os jogadores estão com ele nos vamos recuperar o futebol que estava jogando no começo porque o futebolzinho que está jogando agora e muito fraco era pra ter goleado esse timinho do cobresal na libertadores futebol caiu muito de rendimentos não estamos nem na metade do ano tá certo que alguns jogadores se machucaram mas no elenco desse ano tem jogadores pra substituir na minha opinião pra fechar esse elenco falta mais um zagueiro bom pra fazer parceria com o arboleda

12/04/2024 08:50:07 Sergio Gandini

Concordo plenamente contigo Lourdes Freire. Temos um técnico amador para comandar os profissionais..

12/04/2024 08:42:54 Lourdes Freire

Bom dia.Precisa mandar logo esse aprendiz de técnico embora.Caso contrário não vamos ganhar nenhum campeonato.Não adianta tapar o sol com a peneira.Ele não sabe montar um time competitivo.Em campo os jogadores não se entendem,os jogadores são excelentes,mas não há entrosamento entre eles em campo.Está horrível assistir os jogos do meu time do coração ??,São Paulo Futebol Clube.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.