publicidade

Pato sofreu com lesões nos EUA e tem média de um jogo por mês desde que saiu do São Paulo

Atacante foi apresentado oficialmente como nova contratação do Tricolor e animou os são-paulinos

Reprodução/São Paulo FC Play

Os torcedores do São Paulo se animaram com o retorno de Alexandre Pato, apresentado oficialmente como nova contratação do time, na última terça-feira, 30. Nas redes sociais, os são-paulinos depositaram confiança no reforço de 33 anos, que despontou no Internacional, chegou a ganhar o prêmio Golden Boy e brilhou no Milan. Mais do que o histórico, os tricolores relembram alguns momentos do atacante com a camisa do Tricolor. Em sua primeira passagem, entre 2014 e 2015, o jogador chegou emprestado pelo Corinthians e brilhou ao balançar as redes 38 vezes e dar 15 assistências em 101 partidas. A segunda, entretanto, foi mais tímida e contou com apenas 9 gols em 35 jogos nos anos de 2019 e 2020. Mas, afinal, em quais condições Pato retorna ao Morumbi? Abaixo, o site da Jovem Pan conta como foram os últimos anos da carreira do atleta e como ele pode ajudar o treinador Dorival Júnior.

Lesões atrapalham sequência no Orlando City


Em comum acordo, Alexandre Pato e São Paulo rescindiram contrato em agosto de 2020. O atacante deixou o clube esperando mais oportunidades, enquanto a diretoria da época gostaria de enxugar a folha salarial do elenco em meio à pandemia do novo coronavírus. Cerca de 34 meses depois, o jogador volta ao Tricolor com apenas mais 35 partidas na carreira, ou seja, com uma média de aproximadamente um jogo por mês no período. Primeiro, o atleta demorou a decidir seu futuro, assinando com o Orlando City (EUA) somente em fevereiro de 2021. Dois meses depois, em abril, Pato fez sua estreia pelo time norte-americano, foi bem contra o Atlanta e ganhou o prêmio de "Man of the Match", o melhor em campo. No mesmo duelo, entretanto, o brasileiro sofreu uma grave lesão no joelho direito, precisou ser operado e ficou mais seis meses longe das atividades, colecionando também problemas musculares.

Recuperado dos problemas físicos, Alexandre Pato retornou aos gramados em outubro de 2021 e entrou cinco vezes em campo antes do término da temporada. No ano seguinte, o brasileiro começou com status de titular, sendo utilizado tanto como centroavante, segundo atacante, ponta direita e até no meio-campo. Sem emplacar, entretanto, o jogador passou a frequentar o banco de reservas em alguns momentos e perdeu parte do prestígio na equipe estadunidense. Em setembro do ano passado, durante um jogo da Major League Soccer (MLS), o atleta voltou a contundir o joelho direito, desta vez rompendo o ligamento cruzado anterior. Sem perspectiva de continuar no clube e precisando passar por num novo procedimento cirúrgico, Pato preferiu encerrar seu ciclo no Orlando City, onde disputou 35 partidas e contribuiu com quatro gols e cinco assistências. De volta ao Brasil, o veterano viu o São Paulo abrir as portas Reffis, seu centro de reabilitação de atletas, para tratar da grave lesão.

Como Pato pode atuar no São Paulo de Dorival?

Mapa de calor de Alexandre Pato em uma das últimas partidas pelo Orlando City

Mapa de calor de Alexandre Pato em uma das últimas partidas pelo Orlando City | Reprodução/SofaScore

" width="100%" />

Logo após a classificação às quartas de final da Copa do Brasil, diante do Sport, Dorival Júnior foi perguntado sobre como pretendia utilizar Alexandre Pato. O treinador, porém, preferiu analisar o comportamento do jogador com os companheiros de time nos treinamentos e não deu pistas. Fato é que, no esquema do comandante, o atleta teria mais dificuldades de atuar no lado do campo. No 4-4-2 esboçado pelo técnico, quem atua pelas beiradas precisa de um bom preparo físico para acompanhar os laterais adversários no momento em que o Tricolor está sem a bola. Amargando lesões, fora dos gramados há meses e ainda em estágio de preparação física, Pato não possui os requisitos necessários. No atual elenco, Michel Araújo, Marcos Paulo e David fazem a função do lado esquerdo, enquanto Alisson e Wellington Rato cumprem a função do lado oposto.

No Orlando City, Pato também fez a função de meio-campista, recuando para receber a bola dos defensores e acionando os atletas de frente (veja no mapa de calor acima). Caso seja escalado para exercer tal função, o veterano terá a concorrência de Rodrigo Nestor, um dos principais articuladores da equipe e líder de assistências da equipe em 2022 e na atual temporada. Pato, por outro lado, pode ser uma para sua reestreia.


VEJA TAMBÉM
- OUTRA DERROTA! São Paulo atua mal outra vez e é goleado pelo Vasco em São Januário
- Provávele escalação do São Paulo para enfrentar o Vasco no Brasileirão
- PRÓXIMO CONFRONTO! Veja o histórico do confronto entre Vasco e São Paulo


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 10 0

Comentários (3)
03/06/2023 19:04:48 Paulo Kuster

carunchado

bronze
03/06/2023 14:02:48 jpsouzajp

Antes dos EUA ele não tinha histórico de lesões e já era de freio de mão puxado.

Com 33 anos e com recentes lesões, inclusive de joelho... É complicado.


Aí vão dizer "ele vai ganhar pouco". Sim, mas as vezes esse pouco é a diferença entre o que o SP pode pagar pro Marinho e o que o Marinho deseja receber.


A moral da história é que por Pato dar certo, ele terá que ter a melhor fase da carreira aos 33 anos e voltando de lesão.

É muito bom tecnicamente, mas só isso não basta no futebol de 2023.

Agora so resta torcer pra dar certo

03/06/2023 11:07:30 everaldo vieira

na minha singela opinião, mais um tiro no pé que o são Paulo tá dando..tem que costurar um bom acordo pro time não pagar salário pra encostado no refis, mais uma vez!!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.