publicidade

Dorival está sem pressa para a reestreia de Alexandre Pato no São Paulo

Treinador pediu calma e ressaltou que trabalho para atacante readquirir melhor forma será árduo

Foto: Lance!

Acabou o suspense. Alexandre Pato foi anunciado oficialmente como novo reforço do São Paulo na última sexta-feira (26). O atacante terá sua terceira passagem pelo Morumbi. E a expectativa é grande entre os torcedores para saber quando acontecerá sua reestreia. Mas projetar uma data não é o que acontecerá com o técnico Dorival Júnior.

Nos vestiários após a vitória de virada por 2 a 1 sobre o Goiás na noite deste sábado (27), no Morumbi, resultado que levou a equipe para o G4 do Campeonato Brasileiro, ó comandante tricolor disse que o trabalho para que o experiente jogador de 33 recupere uma forma física adequada para poder entrar em campo será árduo.

- Temos que ter tranquilidade com o Alexandre. Ele está iniciando o primeiro treinamento depois de meses e meses buscando recuperação física. Não contem tão já, mas não teremos tão rápido, vamos acompanhar o processo de informações dele, trocando ideias com Alexandre, fisiologia. Ele é diferenciado, concentrado, recuperado e focado, não tenho dúvidas que será muito importante. Pela identificação também, foram passagens importantes.

Conforme o LANCE! revelou no dia 20 de abril, Pato e Tricolor encaminharam um contrato de produtividade para que o atacante de 33 anos defenda o Tricolor pelo menos até o final do ano. Há cláusula que permite a renovação por mais uma temporada.

A notícia animou, acima de tudo, o elenco são-paulino. Fontes confidenciaram à reportagem que Alisson e Nestor, respectivamente camisas 7 e 11 do Tricolor, ofereceram seus números para serem usados pelo provável novo reforço do clube e se propuseram a trocar a numeração.

Completamente ambientado, Pato, de 33 anos, já é tratado como um colega de grupo pelos jogadores. E segundo pessoas do dia-a-dia no CT, tem um papel de liderança e confiança, principalmente entre os mais jovens.

O final feliz já se desenrolava para as partes. Isso porque Pato sempre deixou claro nos bastidores que seu objetivo é atuar pelo São Paulo. Fator esse que o fez recusar sondagens de diversos clubes, como Santos, Cuiabá, Coritiba, Fluminense e Fortaleza.

A reportagem apurou que o anúncio oficial do retorno do jogador ao Morumbi só não aconteceu ao término da última janela de transferências, no final do mês passado, por conta de dois empecilhos: questões burocráticas envolvendo as luvas a que Pato ganharia e também um período extra de 20 dias necessários para que ele se recupere por completo da cirurgia realizada no ano passado e que o levou a buscar o Reffis em fevereiro para readquirir a melhor forma física.

Importante ressaltar que por estar parado desde novembro do ano passado, quando rescindiu contrato com o Orlando City, dos EUA, Pato poderia ser contratado e inscrito normalmente pelo clube para as disputas do Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil. Na Sul-Americana, o jogador só poderia atuar a partir do mata-mata.

Ficou na cabeça dos dirigentes a imagem de um Pato cooperativo durante os episódios, que conversou com os atletas protagonistas das polêmicas, passou confiança aos mais jovens, mais participativo, enfim, mesmo sem nenhum vínculo formal com o clube.

O atacante, por exemplo, teve papel fundamental em episódios como o caso Pedrinho e a briga entre o antigo técnico Rogério Ceni e o meia-atacante Marcos Paulo, quando conversou com os dois e procurou tranquilizar o restante do plantel.

Segundo o L! apurou, Pato e Dorival possuem um trato bem próximo. É normal que o técnico passe um tempo conversando com o jogador, mesmo durante os treinos. É um tipo de experiencia que o comandante são-paulino espera ter dentro do plantel.

O atacante teve passagens no clube do Morumbi entre 2013 e 2015, e retornou em 2019, deixando a equipe em agosto de 2020. Somando suas duas passagens pelo time, disputou 136 jogos, com 47 gols marcados e 18 assistências. É onde garante ter sido mais feliz no futebol, feito que o fez até mesmo abrir mão de quantia milionária devida pelo Tricolor. E que garante a terceira temporada de uma novela em que os personagens parecem, de fato, terem nascido um para o outro.


VEJA TAMBÉM
- PRÓXIMO CONFRONTO! Veja o histórico do confronto entre Vasco e São Paulo
- VAI DEFINIR SEU FUTURO! Questionado no Tricolor, possível destaque na Copa América pode definir futuro de meia
- ONDE ASSISTIR: Vasco x São Paulo pelo Brasileirão


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 26 0

Comentários (1)
28/05/2023 11:19:41 Rodrigo Pacheco

Esse merece vir a hora que quiser pro SP, mesmo que não corresponda em campo. O que ele fez pelo SP na segunda saída, NENHUM outro jogador fez por ninguém em time nenhum. Esse provou amar o clube de verdade, ao contrário de outros ídolos que sugam até onde podem.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.