publicidade

OPINIÃO: São Paulo de Dorival é o time que não consegue perder nem quando aposta alto e acerta até quando erra

Quem pode deter a Máquina Tricolor 2023? É a pergunta que se faz ante um time que, acima de tudo, mostra confiança acima da média

Foto: Lance!

O estimado leitor que já leu um gibi ou viu um filme ou desenho dos X-Men na vida, conhece a máxima "quem pode deter o Fanático"? É uma frase usada para desafiar qual dos integrantes do grupo de mutantes mais famoso da Marvel Comics consegue a façanha de parar o maior dos brutamontes inimigo da trupe ficcional dos quadrinhos pela sua força descomunal, aumentada em muito pela armadura de aço usada.

Analogias nerds à parte (quem não conhece o Fanático pode dar aquela busca marota na internet), esse parece ser o sentimento perfeito para exemplificar o que acontece com o São Paulo do técnico Dorival Júnior. Quem pode deter a Máquina Tricolor versão 2023, que sob o comando do treinador acumula dez partidas seguidas sem saber o que é perder?

Se na ficção é um cristal mágico quem dá a super força de Cain Marko, nome do Fanático, quem garante os poderes do Tricolor de Dorival para que consiga empilhar resultados positivos mesmo com um calendário exaustivo e mais de 12 nomes entregues ao departamento médico?

Bem, essa é uma pergunta um tanto quanto mais complicada de responder. Mas como em todas as sagas de super-heróis, sempre existe um ponto fraco que pode ser usado por adversários para vencer uma batalha. E no caso do clube do Morumbi, algumas dessas falhas foram mais do que visíveis na última terça-feira (23), na vitória sobre o Puerto Cabello, pela Copa Sul-Americana. E mesmo assim o Tricolor saiu triunfante.

O time de Dorival simplesmente alcançou aquele patamar de confiança que, mesmo quando as coisas não saem como o esperado, dão certo... Mesmo que a aposta seja alta demais.

No último final de semana, o cansaço bateu e o time entregou dois gols que dariam o empate ao Vasco em pleno Morumbi. Mesmo assim, arrancou forças para definir o 4 a 2, já quase nos acréscimos.

O cenário na Venezuela esteve longe do clima apocalíptico do Morumbi. Mas nem por isso o São Paulo resolveu facilitar as coisas... para si mesmo! Vejamos, Dorival mandou a campo uma escalação e um sistema nunca usados até então. Um 4-1-4-1 que se transformava em 4-3-3 com a posse de bola garantida. O desentrosamento foi visível. Com o garoto Rodriguinho nos titulares, passes e afins não saíam como o esperado.

Para piorar, Luan entrou em campo como o único volante, deixando uma certa liberdade aos adversários no meio-campo inédita para os padrões de Dorival.

Restou apelar para a qualidade individual, essas sim muito maior do lado são-paulino que do venezuelano. E o gol saiu. Primeiro em uma penetração forçada na área. Depois em uma cobrança de falta de Rato, que estufou as redes. O sufoco no início do segundo tempo dos mandantes assustou, claro, mas a tropa de choque dos titulares estava a postos. Entrou, anulou o adversário. E ainda ganhou o gol de contra-ataque de Alisson nos acréscimos, selando o placar final.

Dorival pode nunca confirmar publicamente, mas é óbvio que a fragilidade do Puerto Cabello pesou a favor das decisões. E o que o São Paulo tem a ver com isso? Nada, absolutamente nada. Valem muito mais outras coisas: placar final, classificação, confiança e estatísticas...

E assim o São Paulo se acerta em campo. Se dá ao luxo de fazer apostas. E sai vencedor. Quem poderá, afinal, detê-lo?


VEJA TAMBÉM
- Corinthians e São Paulo: informações e prováveis escalações para o clássico brasileiro
- Veja a provável escalação do São Paulo para o Majestoso
- Thiago Mendes vai conversar com Zubeldía, neste sábado


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 24 1

Comentários (5)
24/05/2023 10:10:00 José Carlos Alves Da Silva

O Mendes não sentiu dores no Pé?

24/05/2023 09:02:29 Debyson Florencio

poxa gostaria de ver o mendes jogar com esse time denovo será que ele e tão ruim .

24/05/2023 08:45:47 Alex Dias

Dorival tá de parabéns eu só acho q ele pode utilizar o mendez mano o cara já mostrou q e um bom volante com a carga de jogos que estamos tendo não acho certo queimar um jogador do nível dele

24/05/2023 06:22:54 tofolletti

Dorival é esperto, quando Rogério queria joga estilo Europa, com um volante só. Dorival já não, nem um jogo dele , mesmo com os reservas, sempre dois volantes marcando, Luan , Gabriel e maia esses sempre tava em campo. Entendeu que Nestor não é volante. Não marca . Só não sei ainda porq não deu oportunidade ainda para o Mendes,mas deve ter algum motivo. Michel Araújo não é nem um craque mas tem vontade, então o time tá entrando nos eixos, Alisson tmb não é mas tá correndo, e porai vai. Agora final do ano vai ter que comprar alguns desses jogadores, provavelmente os mas barato, q são TDS emprestado, Caio paulista, Michael Araújo, Marcos Paulo, e outros como Ferrarezi, Ericsson, mas creio eu máximo que talvez vai , vai ser os três primeiros, pelo valor os outros , creio que não vai , Ferrarezi muito caro, Ericsson, não sei o valor mas pouco aproveita, mas com pato voltando. E com certeza vai ter algumas vendas,

24/05/2023 06:05:03 Celso Fonseca

e até desumano alguma crítica neste momento, o cansaço é visível até para um time misto

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.