publicidade

Sobrando na Venezuela: conheça a Puerto Cabello, rival do São Paulo amanhã

A Academia Puerto Cabello posa para foto antes de estrear na fase de grupos da Copa Sul-Americana. Imagem: JUAN CARLOS HERNANDEZ/AFP

O São Paulo enfrentará um clube que nunca jogou uma partida oficial em solo brasileiro antes.

O São Paulo recebe a Academia Puerto Cabello amanhã, às 21h30 (de Brasília), pela Copa Sul-Americana. A partida é válida pela 2ª rodada do Grupo E.

O jogo é histórico para a Puerto Cabello. Com curto histórico em competições internacionais, a equipe nunca antes saiu da Venezuela para a disputa de uma partida oficial.

Conheça mais sobre a Puerto Cabello. O time fundado há nove anos vem em ascensão no futebol venezuelano e sobra na atual edição da liga de seu país.

A Puerto Cabello nunca saiu da Venezuela antes. O time disputou quatro partidas pela Copa Sul-Americana na história, todas dentro de seu país. A equipe nunca foi à Libertadores.

Esta é a segunda vez que o clube participa da Sul-Americana. A campanha anterior aconteceu em 2021, quando sofreu duas derrotas por 1 a 0 para o Metropolitanos.

A Puerto Cabello vem de derrota no torneio. No primeiro compromisso de sua história contra uma equipe estrangeira, recebeu o Tolima e foi derrotada por 2 a 0 no Estádio Misael Delgado.

A Puerto Cabello vem dominando a atual edição do Campeonato Venezuelano. O time está invicto na liga nacional, com nove vitórias e um empate em dez rodadas. A vantagem para o segundo colocado, Deportivo Táchira, é de 11 pontos.

O clube sonha com seu primeiro título nacional. Fundada em 2011 para formação de jogadores e profissionalizada em 2014, a Puerto Cabello está na elite do futebol venezuelano desde 2017. A melhor campanha é a quinta posição alcançada em 2021.

O time tem 86,1% de aproveitamento em 2023. Somando Venezuelano e Sul-Americana, são dez vitórias, um empate e uma derrota na temporada.

O elenco da Puerto Cabello tem quatro estrangeiros: Jacob Adebanjo, Gideon Ilya, George Ayine e Alfredo Stephens.

Adebanjo, Ilya e Ayine são todos meio-campistas africanos. Além da faixa do campo e do continente que nasceram, eles têm algo em comum: todos são jogadores que não se firmaram no futebol português.

Ilya é titular no meio-campo da Puerto Cabello. O nigeriano foi um destaque positivo na derrota para o Tolima na estreia da fase de grupos. Adebanjo e Ayine são reservas, mas entram com frequência na equipe.

O outro gringo do time é jogador de seleção. O ponta Alfredo Stephens é nome frequente nas convocações do Panamá. Em 24 jogos por seu país, marcou uma vez.

Danny Pérez e Luifer Hernández são os principais nomes do ataque. Em 10 jogos na temporada, a dupla tem envolvimento direto em 12 gols. Hernández, de 21 anos, é o homem gol. Pérez, de 23, participou de todas as partidas do clube em 2023.


VEJA TAMBÉM
- NOVO TITULAR? São Paulo encaminha contratação de lateral titular para Zubeldía
- TOMOU DECISÃO: Zubeldía comunica ao São Paulo sobre negociação com Seleção Equatoriana
- Zubeldía esclarece sobre proposta do Equador e opinião sobre James Rodríguez


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 13 1

Comentários (6)
17/04/2023 23:47:28 Fabio Ayala Acosta

#FORARC

17/04/2023 19:56:03 Spfcsextaf13

Mais um vexame desenhado!

17/04/2023 19:10:32 Yoichiro Ichijo

Se esse time jogar pelo menos oque Ituano joga hj ganha facil

17/04/2023 18:10:46 Luis André

amanhã será fim do ciclo do ceni como técnico do São Paulo

17/04/2023 18:04:24 Mario Lucio da Silva

Pelo que tô vendo acho muito difícil esse jogo ????????

17/04/2023 17:54:01 Elton Jones silva morais

Num quero nem ver é o resultado do jogo,..????????????

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.