publicidade

Luciano se iguala a ídolo da camisa 9 do São Paulo como 'maior artilheiro do banco de reservas' da história

Luciano entrou para a história do São Paulo com o gol no clássico(Foto: Rubens Chiri/São Paulo FC) Foto: Lance!

O São Paulo perdeu por 2 a 1 para o Corinthians o clássico do último domingo (29), mas o gol solitário de Luciano o fez entrar para a história: se tornou o maior artilheiro de todos os tempos do Tricolor a entrar no decorrer de uma partida.



Explicando: a estatística soma todos os gols de jogadores do Tricolor que saíram do banco de reservas e entraram em campo.


LEIA TAMBÉM: Novela continua! São Paulo desiste de 'acordo' com Botafogo por Erison, topa pagar pedida e se aproxima de acerto


Explicando: a estatística soma todos os gols de jogadores do Tricolor que saíram do banco de reservas e entraram em campo.

Nesse cenário, Luciano igualou a marca de França, atacante ídolo da torcida que defendeu o São Paulo entre 1996 e 2002. Ambos agora possuem 12 gols nessas circunstâncias, segundo dados levantados pela página 'Anotações Tricolores', do historiador Alexandre Giesbrecht.

A vantagem do atual camisa 10 são-paulino está no número de jogos. Luciano atinge a marca com 31 partidas em que saiu do banco de reservas, ante 71 de França.

Os dois contudo, ficam bem atrás na média que o ponta-direito Nondas, verdadeiro talismã da história são-paulina com nove tentos alcançados em 15 vezes que saiu do banco para jogar.

Confira abaixo os maiores artilheiros do São Paulo contando apenas gols marcados quando saíram do banco:



1 - Luciano (desde 2020) - 12 gols/31 jogos

2 - França (1996-2002) - 12 gols/71 jogos

3 - Souza (20023-2008) - 10 jogos/77 jogos

4 - Nondas (1962-1964) - 9 gols/15 jogos

5 - Serginho Chulapa (1973-1982) - 9 gols/23 jogos

6 - Gino Orlando (1953-1962) - 8 gols/36 jogos

7 - Fernandinho (2010-2012) - 8 gols/45 jogos

8 - Marcelinho Paraíba (entre 1997 e 2011) - 8 gols/60 jogos

9 - Diego Tardelli (2003-2007) - 8 gols/67 jogos

10 - Américo (1943-1947) - 7 gols/22 jogos

11 - Canhoteiro (1954-1963) - 7 gols/27 jogos

12 - Caio Ribeiro (1994-1995) - 7 gols/36 jogos

Fonte: 'Anotações Triciolores', de Alexandre Giesbrecht

VEJA TAMBÉM
- Veja como assistir São Paulo vs Fortaleza ao vivo
- Veja a provável escalação do Tricolor para o jogo de hoje
- Crespo quer voltar e divide opiniões de torcedores nas redes sociais


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 6 1

Comentários (5)
30/01/2023 23:32:50 Aguinelo Barbosa

Faziam gols.

30/01/2023 23:32:23 Aguinelo Barbosa

Faltou Juninho paulista e Borges que quase todos os jogos entravam e faziam vols.

30/01/2023 11:21:09 Fredie Shimizu

Culpa do Ceni essa estatística. Foi assim no ano passado. O cara me colocava Eder e deixava Luciano no banco. Depois preferiu deixar Patrick adiantado. Luciano sempre entrando e fazendo gols pra salvar o próprio cara que o deixava no banco.

30/01/2023 11:10:27 Benedicto marcos f Ff

Rogério Ceni e essa diretoria que o apoia são ridículos.Só isso.

30/01/2023 10:07:50 Heisemberg Sam

É uma piada o cara ser banco pra rato e devid

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.
  • publicidade
  • publicidade
  • + Comentadas Fórum

  • publicidade
  • Fórum

  • Próximo jogo - Brasileiro

    Sáb - 21:00 - MorumBIS -
    São Paulo
    São Paulo
    Fortaleza EC
    Fortaleza EC

    Último jogo - Libertadores

    Qua - 21:30 -
    images/icon-spfc.png
    São Paulo
    2 0
    X
    Cobresal
    Cobresal
    Calendário Completo
  • publicidade
  • + Lidas

  • publicidade