publicidade

Estrangeiros cortados de clássico podem custar até R$ 39 milhões ao São Paulo

Galoppo durante jogo-treino do São Paulo contra o Guarani — Foto: Rubens Chiri / saopaulofc

Os três jogadores estrangeiros que Rogério Ceni foi obrigado a cortar do clássico contra o Palmeiras, no domingo, podem custar até R$ 39 milhões ao São Paulo – o valor é variável por causa do contrato do zagueiro Alan Franco.



Além do defensor, o treinador deixou fora da lista de relacionados o também argentino Galoppo, meia, e o volante uruguaio Gabriel Neves.


LEIA TAMBÉM: Nahuel Ferraresi sofre entorse no joelho e passará por exames no CT


Com oito estrangeiros em seu elenco, Ceni tem que cortar três deles de cada partida já que os regulamentos de torneios nacionais limitam a cinco os jogadores nascidos fora do país nos jogos – como titulares ou reservas.

Galoppo é um dos maiores investimentos da história do clube. Contratado no ano passado, custou US$ 4 milhões (cerca de R$ 20,8 milhões na cotação atual) – a diretoria diz que o valor será levantado num fundo formado por parceiros do clube.

O meia ainda não se firmou no time, mas há a expectativa de que ele possa atuar com mais regularidade em 2023, passado o período de adaptação. Ele esteve nos dois jogos anteriores, como reserva, e fez um gol contra a Ferroviária, na segunda rodada do Paulista.

Gabriel Neves chegou em 2021, num empréstimo de 300 mil dólares (quase R$ 1,6 milhão). Depois de um início ruim, fez bons jogos em 2022 e convenceu a diretoria a pagar mais US$ 1,7 (cerca de R$ 8,8 milhões) em luvas para mantê-lo por mais três anos.

Neves terminou a temporada lesionado, mas voltou das férias recuperado. Apesar disso, ainda não foi relacionado neste ano, o que gerou questionamentos e uma resposta de Ceni, de que não tem "nada pessoal" contra o volante.

Alan Franco é o investimento mais recente. O zagueiro fez sua estreia no time na quinta-feira, contra a Ferroviária, como titular.

Apesar de ter vínculo federativo com o defensor até dezembro de 2025, o São Paulo ainda não detém os direitos econômicos do jogador – na prática, ele está emprestado ao clube.

O acordo com o Atlanta United, time que Franco defendeu nos EUA, prevê o pagamento de US$ 300 mil (R$ 1,6 milhão) nesse primeiro ano de acordo. O restante, que pode chegar a mais US$ 1,2 milhão (R$ 6,2 milhões), serão pagos se metas estabelecidas no contrato forem batidas.

Esses objetivos são tidos como de fácil cumprimento se o jogador se tornar titular da equipe. Nesse cenário, o São Paulo teria que pagar o valor acordo e se tornaria dono de uma fatia dos direitos econômicos do atleta – o percentual depende ainda de negociação e das metas.

A escolha pelos estrangeiros relacionados tem sido feita jogo a jogo por Ceni. Além de Gabriel Neves, que ficou fora dos três primeiros – Ceni justifica a decisão com a concorrência de meio-campo, onde afirma ter mais jogadores –, o técnico também tem deixado um zagueiro fora – são três gringos no setor.

Orejuela era candidato a ser cortado contra o Palmeiras, como tinha acontecido na rodada anterior, mas a lesão de Igor Vinícius fez com que Ceni o levasse para o Allianz Parque para ser o reserva de Rafinha para a lateral-direita.

– Se não fosse o regulamento, os oito estariam relacionados. Já expliquei pra todos, conversei. Na zaga tem um rodízio definido. São escolhas que tenho que fazer. O elenco fica curto por três jogadores que têm que sair. Começa um ano que a gente nem consegue preencher o banco – comentou Ceni após o jogo contra o Palmeiras

Com oito estrangeiros no elenco (Orejuela, Alan Franco, Arboleda, Ferraresi, Gabriel Neves, Méndez, Galoppo e Calleri), a diretoria agora limitou a procura por novos jogadores a brasileiros – a lateral-esquerda e o ataque ainda são setores que o treinador quer reforçar.

Além disso, é provável que o número de gringos caia para sete em junho, quando termina o empréstimo de Ferraresi, cujos direitos, avaliados em 6 milhões de euros (quase R$ 34 milhões), são proibitivos para o São Paulo hoje.

O zagueiro sofreu uma ruptura de ligamento no joelho direito no clássico contra o Palmeiras e precisará fazer uma cirurgia. Com mais cinco meses de vínculo, é possível que ele não se recupere a tempo de voltar a defender o São Paulo.

Em outra frente, a diretoria tricolor parece agora liderar uma campanha pela flexibilização da regra que limita a cinco os jogadores estrangeiros nas partidas de torneios nacionais – essa restrição não se aplica a competições da Conmebol, como a Copa Sul-Americana, que o São Paulo disputará a partir de abril.



Ao ge, na última semana, o diretor de futebol do São Paulo, Carlos Belmonte, afirmou que tem conversado com colegas de outros clubes para pressionar a CBF e federações estaduais a permitir que mais atletas de fora do Brasil possam ser relacionados em cada confronto.

Após o empate sem gols com o Palmeiras, no domingo, o São Paulo agora se prepara para o duelo contra a Portuguesa, na quinta-feira, no Morumbi.

Estrangeiros, cortados, clássico, milhões, São Paulo

VEJA TAMBÉM
- Tricolor escalado para o clássico contra o Palmeiras
- VAMOS COM TUDO! Torcedores já estão no Morumbi
- ELE MERECE! Jornalista revela bastidores da convocação de Pablo Maia


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 2 1

Comentários (11)
23/01/2023 18:45:14 Sergio Gandini

O Mico Ceni é um lixo como ser humano e tremendo incompetente como técnico. Mandar esta imundície para o Cruzeiro, fortaleza ou flamengo ou quem tiver coragem de contrata-lo..

23/01/2023 14:56:29 Jonas Alfredo Silvano

Ceni eh burro...ele.pede a contratações e depois nao escala..se eunsou o pedrinho ou marcos paulo ja pedia pra ir embora...pq o David virou outro igor gomes..

23/01/2023 14:32:19 Aguinelo Barbosa

Se tivesse um técnico galopo e Neves seria presença constante com calleri e Ferraresi.

23/01/2023 13:35:33 Reges Santos

Boa tarde. Se o treinador é o mesmo do ano passado,sabendo o numero de estranheiros que ja existia,por que comprar o Neves e o Alan Franco?

23/01/2023 13:28:31 jairo sa

Esse regulamento no futebol Brasileiro é foda, só pode relacionar 5 jogadores estrangeiros, deveria relacionar 8 ou 10 e entrar em campo 5, seria mais justo com os clubes, o técnico teria mais opções.

23/01/2023 13:06:43 Ronaldo Matias

Boa tarde nação tricolor,as vezes eu tenho dúvidas se aplicativo não é dos rivais,como gosta de polêmiza.

23/01/2023 12:44:02 Carlos Haffner

Ceni é um fdp ,tem que vazar do SP.

23/01/2023 11:59:35 spfcnunes1

Melhor ter essas 8 opções (7 ótimos jogadores) do que nenhuma. Graças a Deus temos opções. Naturalizando o Arboleda, o rodízio, cartões e infezmente lesões, vai adequando a realidade. O SPFC começa ir bem e alguns jornalistas começam a achar motivo.

23/01/2023 10:32:25 Nico Pereira

Olha só o tipo de publicação desse app ridículo.

23/01/2023 09:48:26 Maicon Leite

Tem que ungir este lugar ai todo ano alguém importante para o elenco se machuca sai de ré satanás

23/01/2023 09:27:54 Andre Miranda

Com certeza todos vão ter oportunidades durante o ano é so esperar. E ainda vão faltar jogadores devido a essas contusões, principalmente que ocorrem lá no chiqueirão.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.