publicidade

Sinal de sorte para Pato? São Paulo tem histórico de atletas que aproveitaram a passagem pelo Reffis e tiveram sucesso

O jogador foi anunciado na última semana e seguiu uma trajetória parecida com outros atletas da equipe

Foto: Lance!

O anúncio de Alexandre Pato parecia até mesmo premeditado. Sem nunca esconder sua identificação com o São Paulo, logo na sua apresentação, referiu-se ao Tricolor Paulista como "casa". E de fato, nos últimos meses, o clube estava se tornando uma verdadeira moradia para o jogador. Isso porque, mesmo antes de retornar ao time como atleta, ele voltou ao Brasil para concluir seu tratamento no joelho, no Reffis da Barra Funda.

No final de 2022, encerrou seu vínculo com o Orlando City, da MLS. Pato, portanto, enfrentava uma lesão complicada no ligamento cruzado anterior do joelho direito. Em 13 de fevereiro, o LANCE! noticiou que o atacante encerraria seu tratamento com os médicos do clube. Em questão de poucos meses, com a ajuda de Dorival Júnior, ele conseguiu retornar e vestir a camisa em sua terceira passagem.

Seria este um sinal de sorte? Embora Pato já tivesse essa identificação com o São Paulo, sempre marcando presença nos jogos, ele não foi o primeiro jogador a tratar no Reffis e depois assinar com o clube. Na lista, destacam-se nomes de vários jogadores que passaram pelo clube do Morumbi, como Luizão, Alex Silva, Ricardo Oliveira e Adriano.

Luizão

Pentacampeão com a Seleção Brasileira, Luizão foi anunciado pela diretoria do São Paulo em 2005. Antes de vestir a camisa do Tricolor, ele havia disputado a temporada anterior pelo Botafogo. Lá, sofreu uma lesão no joelho e precisou passar por cirurgia. Seu tratamento ocorreu no Reffis do São Paulo, e a partir desse ponto, recebeu a proposta e assinou com o clube. Ele fez história no São Paulo, deixando sua marca.

Luizão desempenhou um papel fundamental na campanha do Tricolor para a conquista da Copa Libertadores em 2005. No entanto, após o triunfo, ele foi vendido para o Japão, embora sempre tenha afirmado que gostaria de ter permanecido no clube.

Alex Silva

Em 2010, Alex Silva viveu uma situação semelhante à de Pato. Após uma passagem pelo futebol alemão, durante um ano e meio, o jogador retornou ao clube do Morumbi e também passou por um tratamento no Reffis pouco antes de ser apresentado. No caso de Alex Silva, ele estava emprestado ao Hamburgo.

O zagueiro passou por uma cirurgia no joelho e perdeu espaço no time. Assim, ele voltou para o Brasil e concluiu seu tratamento com os médicos do clube do Morumbi em 2010. No entanto, quando retornou ao CT da Barra Funda, seu retorno já era praticamente certo. Alex Silva teve momentos importantes na primeira passagem, alguns anos antes, sendo tricampeão brasileiro pelo São Paulo entre 2006 e 2008. Atualmente, fora do futebol, ele dedica sua vida a compromissos religiosos como pastor.

Ricardo Oliveira

Ricardo Oliveira foi mais um jogador dessa lista. Em 2010, ele passou por um processo de recuperação de uma cirurgia no joelho no Reffis e, pouco tempo depois, o São Paulo acertou a contratação por empréstimo do jogador, que pertencia ao Al-Jazira, dos Emirados Árabes. Ricardo Oliveira já havia tido passagem pelo Tricolor anos antes, quando chegou até a final da Copa Libertadores em 2006.

Adriano Imperador

Adriano Imperador, uma das figuras mais emblemáticas do futebol nacional, também foi contratado pelo clube após uma passagem pelo Reffis. Ele se lesionou na Inter de Milão e conseguiu autorização para realizar o tratamento no Brasil. Adriano chegou como reforço para a temporada de 2008. Na época, em várias entrevistas para diferentes canais, ele confirmou que chegou ao São Paulo precisando tratar tanto sua saúde mental, devido à morte recente de seu pai, quanto sua condição física, devido às lesões.

Naquela época, Adriano confirmou que buscou suporte no Reffis do São Paulo, mesmo sem ter vínculo com o time, porque, segundo suas palavras, o clube "tinha os melhores médicos do mundo". O Tricolor aproveitou essa fórmula de sucesso baseada no departamento médico da época e trouxe mais um jogador. Durante sua apresentação, Adriano enfatizou que esse aspecto foi fundamental para sua decisão de permanecer na equipe.

- O que me faltava era carinho, um lugar onde me falassem vamos lá! No São Paulo, eu tive isso - disse na época.

Durante a apresentação de Adriano, o diretor de futebol do São Paulo naquele período, João Paulo de Jesus Lopes, também abordou o assunto.

- Se estamos contratando um jogador por ano via Reffis, temos que aumentar este número para dois no próximo ano. A verdade é que o São Paulo trata os jogadores de forma igual, mesmo que ele não vá ficar conosco após o período de recuperação - disse.

O Imperador teve uma passagem curta, porém com números expressivos. Ele marcou 17 gols em 28 jogos pelo São Paulo. No entanto, sua saída da equipe foi marcada por um sentimento amargo, pois ocorreu após a eliminação do Tricolor na Copa Libertadores de 2008, quando foram derrotados pelo Fluminense.

Mas voltando ao Pato... Quando deve voltar a jogar?

Anunciado na última semana, como o LANCE! apurou, sua contratação estava pendente somente de questões médicas e burocráticas. Pato deve estrear (pela terceira vez) em breve, quando estiver 100% liberado pelos médicos do Tricolor. Porém, o jogador já está treinando com o restante do grupo, sem complicações.


VEJA TAMBÉM
- Veja a escalação do São Paulo para confronto contra o Cuiabá
- VAI PERDER O TITULAR? Rival no Brasileirão prepara oferta por titular absoluto do São Paulo. Confira!
- PROGREDINDO? Negociação com lateral Alex Sandro avança no São Paulo, diz diretor


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 27 2

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.