publicidade

São Paulo desembarca na Venezuela para duelo pela Sul-Americana

O São Paulo desembarcou em Valência, na Venezuela, na tarde desta segunda-feira para o confronto com a Academia...

O São Paulo desembarcou em Valência, na Venezuela, na tarde desta segunda-feira para o confronto com a Academia Puerto Cabello, terça, às 21h30 (de Brasília), no estádio Misael Delgado, pela quarta rodada do Grupo D da Copa Sul-Americana.

Para chegar ao município a cerca de 175 km de Caracas, capital da Venezuela, a delegação tricolor percorreu um longo caminho, deixando o Brasil no início da madrugada desta segunda-feira rumo à Cidade do Panamá, voo de aproximadamente cinco horas de duração.

No Panamá, o elenco do São Paulo fez uma conexão de quatro horas antes de pegar um novo voo, de cerca de duas horas, para Valência, na Venezuela, local da partida desta terça-feira.

Justamente por causa dessa complicada logística, o São Paulo não fará um treino sequer antes de entrar em campo para enfrentar a Academia Puerto Cabello.

Está prevista apenas uma ativação no hotel, no dia do jogo, antes do almoço, trabalho leve que serve para preparar a musculatura dos jogadores para o duelo que acontece à noite na Venezuela.

O São Paulo é o líder do Grupo D da Copa Sul-Americana, com sete pontos, e busca uma vitória para se aproximar da classificação para a próxima fase do torneio continental. Os outros dois que restam pela fase de grupos da competição serão disputados no Morumbi, contra Tolima e Tigre.


VEJA TAMBÉM
- MOEDA DE TROCA! Tricolor oferece Neves para ter Ferreira
- AVANÇOU! São Paulo e Lucas Moura já conversam por renovação
- Tricolor tem interesse em jogador do Guarani


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 31 2

Comentários (1)
22/05/2023 20:32:37 khazther

Escravidão meu amigo? Os caras viajam no conforto do avião, ficam nos melhores hotéis, comem do bom e do melhor e ainda recebem rios de dinheiro. Entendo que seja mais puxado que o normal sim, mas nem se compara com uma mãe, que passa a madrugada toda com um filho na UPA e na manhã seguinte encara dois onibus, pra passar o dia todo trabalhando de pé, em troca de 1.500 reais pra sustentar a casa.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.