publicidade

Bosco teme perder ritmo nas 'férias'. Hernanes pede foco.



Acostumados a ter 30 dias de férias por temporada, normalmente no final do ano, os jogadores do São Paulo ganharam um 'presente' ao serem eliminados pelo Corinthians do Campeonato Paulista: uma pausa de duas semanas sem um único jogo oficial para disputar.

Enquanto o técnico Muricy Ramalho e alguns atletas do elenco, como Jean e Júnior César, destacaram o lado positivo de se passar um longo período apenas treinando e se preparando para o próximo compromisso, o goleiro Bosco alertou para um fator que pode prejudicar seu rendimento quando a equipe voltar aos campos, dia 6 de maio, pela Libertadores da América: a falta de ritmo.

"Estávamos em um ritmo muito forte, jogando duas competições. Para os atletas de linha, descanso e recuperação são importantes, mas para o goleiro é mais complicado. Vou tentar aproveitar esse tempo para corrigir e aperfeiçoar algumas coisas, como cruzamentos. Espero estar 100% e poder ajudar da melhor forma", avisou.

Na visão do novo titular da meta tricolor, que ocupará o posto até Rogério Ceni se recuperar totalmente da lesão no tornozelo, Muricy e sua comissão técnica têm um planejamento traçado para corrigir as principais falhas apresentadas pelo Tricolor nas últimas partidas, especialmente nas derrotas sofridas para o arquirrival Corinthians.

"O Muricy vai trabalhar muito a parte técnica, tática. Estamos com muitos erros de passe. Quanto mais trabalharmos, melhor. É bom trabalhar em todas as áreas: psicologicamente, fisicamente. Serão dias muito bem aproveitados, pois, aqui, no São Paulo, tudo é feito com programação", elogiou.

Irritado, mas focado: Já o meio-campista Hernanes mostrou-se visivelmente contrariado com as 'férias' forçadas do elenco em plena época de decisão do Paulistão. Mas prometeu trabalhar dobrado para, quando o Tricolor voltar aos campos, estar bem preparado para dar sequência à busca pelo título de tetracampeão da Libertadores da América.

"Eu não queria essa parada, mas, se não tem jogo, temos que treinar. Vamos aproveitar da melhor forma possível esse tempo e, quando voltarmos a jogar, não podemos mostrar menos do que nós temos feito até o momento. Agora é se preparar para fazer o resultado na Libertadores, pois isso é o mais importante", pregou.

O camisa 10 não acredita que o longo período de inatividade possa atrapalhar o São Paulo ou tirar o foco dos jogadores às vésperas das oitavas-de-final da competição continental. E espera todo o grupo concentrado quando a bola voltar a rolar.

"Não tem como perder o foco. Estamos focados e vamos trabalhar para o próximo jogo. Não tem como sair do foco", reforçou. "A Libertadores é o que a gente quer, o que todos estão querendo. Temos que arrumar soluções para os nossos problemas e é isso o que vamos fazer", concluiu.



VEJA TAMBÉM
- Provávele escalação do São Paulo para enfrentar o Vasco no Brasileirão
- PRÓXIMO CONFRONTO! Veja o histórico do confronto entre Vasco e São Paulo
- VAI DEFINIR SEU FUTURO! Questionado no Tricolor, possível destaque na Copa América pode definir futuro de meia


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 4 5

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.