publicidade

Sanchez reafirma que Timão não joga mais no Morumbi

Presidente corintiano esteve presente em lançamento de projeto do Metrô

Os presidentes Andrés Sanchez (Corinthians) e Juvenal Juvêncio (São Paulo) se encontraram na manhã desta terça-feira em uma coletiva de imprensa realizada em São Paulo, sobre o lançamento de um novo projeto do Metrô.

Indagado sobre a possibilidade de o Corinthians jogar novamente no Morumbi, Andrés se mostrou irritado e afirmou:

- Do que depender de mim o Corinthians não jogará mais no Morumbi. Vamos ver se dentro de uns três anos o São Paulo não sentirá no bolso.

Como as entrevistas eram feitas separadamente, Juvenal Juvêncio por sua vez retrucou aos repórteres:

- Não estou preocupado. São Paulo não sentirá nada no bolso. Mas se ele (Andrés Sanchez) quer assim, posso fazer o quê?

Após os desentendimentos ocorridos entre seus clubes, semanas antes de disputarem o clássico no dia 15 de fevereiro, esta foi a primeira vez que Juvenal encontrou Andrés.

Além de Juvenal Juvêncio e Andrés Sanchez, ainda estavam presentes o presidente do Palmeiras, Luiz Gonzaga Belluzo, e o diretor de marketing do Santos, Alex Fernandes, bem como o secretário municipal de transportes metropolitanos, José Luiz Portella.

Na coletiva foi lançado o Projeto Encontros, em que o Metrô de São Paulo, em parceria com os clubes Corinthians (Itaquera), São Paulo (Butantã), Palmeiras (Barra Funda), Santos (Imigrantes) e Portuguesa (Tietê), irão implementar memoriais dos times nas estações do Metrô.

VEJA TAMBÉM
- Muricy expõe motivos do insucesso de James no São Paulo
- VAI PERMANECER? Titular do São Paulo fala sobre propostas para saída do tricolor
- NÃO JOGA MAIS?? Zubeldía explica ausência de James Rodríguez em sua escalação


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 8 4

Comentários (8)

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.