publicidade

Muricy sobre a saída de Felipão: 'Esse time parece que não tem muita paciência'

Ssão-paulino critica rotina de treinos européia e vê língua como barreira

Muricy Ramalho opinou sobre a demissão de Luiz Felipe Scolari do Chelsea, que aconteceu na última segunda-feira. O treinador do São Paulo defendeu o companheiro de profissão e evidenciou que as prioridades de Roman Abramovich, dono da equipe, passam mais por questões financeiras do que pelos resultados em campo.



- Esse time parece que não tem muita paciência, o dono não é inglês, é russo. Ele tem dinheiro e quer mandar no time. Ninguém sabe o que aconteceu lá. O que não se pode por em dúvida é a capacidade do técnico campeão do mundo. Quando ele assinou haveria renovação do time, e não houve pela crise. Ficaram os mesmos caras, que aí já se sentem donos do clube - ressaltou o comandante são-paulino.
Para quem imagina que os clubes europeus trabalham bem mais do que os brasileiros, Muricy esclarece que não. Para ele, tanto Felipão como Luxemburgo (que deixou o Real Madrid em 2006) sentiram dificuldades para colocar os jogadores no ritmo de treinos, que é bem mais puxado no Brasil. A língua é outra barreira que pode ter atrapalhado o desempenho do técnico, já que não é possível passar a mesma emoção através de um tradutor.O treinador são-paulino, que já trabalhou no México e na China, sabe bem o que é isso.


- Os clubes lá não estão acostumados a treinar como se treina aqui, querem só bobinho. O Vanderlei teve problema lá porque a gente treina lá. Os caras fazem dois toques 11h da manhã e quando pegam um brasileiro, começam a ter má vontade. Isso não dá para mim, mas como não sou ninguém, não vou chegar lá (risos). A língua também dificulta em tudo. É muito difícil passar algo por um tradutor. A maioria não sabe nada de futebol. E passa as coisas sem o sentimento que você colocaria - acrescentou o comandante.


Felipão tem direito a receber cerca de 15 milhões de libras, aproximadamente R$ 50 milhões do Chelsea por ter sido demitido com apenas oito meses de trabalho. Ao ouvir o valor, Muricy brincou com o amigo.


- Essa rescisão aí é brincadeira, dá até para ele comprar um quilo de costela (risos) - provocou o comandante são-paulino, lembrando do apreço do gaúcho Felipão por um bom churrasco.

VEJA TAMBÉM
- Corinthians e São Paulo: informações e prováveis escalações para o clássico brasileiro
- Veja a provável escalação do São Paulo para o Majestoso
- Thiago Mendes vai conversar com Zubeldía, neste sábado


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 9 6

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.