publicidade

Agente de clube espanhol critica nível técnico da Copa SP

Miguel Ángel Bossio Bastianini, Assistente Técnico e Agente do Valência, da Espanha, esteve acompanhando a Copa São Paulo de Futebol Júnior na cidade de Guarulhos e em outras regiões na busca de talentos do Brasil para o clube espanhol.

Em sua passagem pelo país do futebol, ele falou com exclusividade ao Portal Futebol Interior sobre o nível técnico da competição, em entrevista concedida ao repórter Antônio Boaventura. Além disso, Bastianini ainda comentou sobre possíveis interesses, como é visto o futebol brasileiro na Espanha e atletas brasileiros que passaram ou ainda atuam pelo Valência.

Confira abaixo a entrevista completa:

Antônio Boaventura: Existe algum atleta com o perfil do Valência?
Miguel Bossio: Estive acompanhando a Copa tanto nos estádios, quanto pela televisão e até o momento nenhum atleta chamou à atenção.

AB: Por que nenhum atleta chamou atenção?
Miguel: O jogador brasileiro tem muita técnica e sem dúvida nenhuma o Brasil é o celeiro do futebol mundial, mas estão fora dos padrões praticados na Europa. Lá o futebol é jogado de forma coletiva e não individual, por tanto acredito ser difícil a contratação de algum jogador.

AB: Irá ficar até o final da competição?
Miguel: Como nível técnico está muito baixo, estarei antecipando a minha viagem para a Venezuela para acompanhar o Sul-Americano da categoria.

AB: Quais clubes brasileiros são lembrados na Espanha?
Miguel: O São Paulo pelas constantes conquistas, Flamengo pela época em que teve o Zico, Corinthians por que cedeu jogadores importantes para o Valência (Edu e Marcelinho Carioca), e o Palmeiras, até por que o clube já conquistou o torneio Naranja.

AB: O que dificulta a permanência de atletas estrangeiros na Espanha?
Miguel: Primeiro o atleta precisa ter vontade de vencer, caso não tenha acontece como nos casos Robinho e Marcelinho Carioca que alegaram dificuldades de adaptação ao país e motivos familiares.

AB: Que repercussão ganhou o caso Robinho na Espanha?
Miguel: Na verdade o atleta forçou sua saída do Real Madrid sob alegação de não ter se adaptado ao país e clube. Tanto clubes, quanto o torcedor espanhol não ficaram satisfeitos com a sua atitude.

AB: O Valência é um dos clubes europeus que abrigam jogadores brasileiros. Qual desses atletas são admirados pelo clube?
Miguel: Muitos brasileiros passaram por lá, mas o Edu, ex-Corinthians, é o que chamamos de vencedor pela sua vontade e bom caráter, além de ser um jogador essencial para o Valência. É uma pena que anda sofrendo com as lesões.

VEJA TAMBÉM
- Tricolor escalado para o clássico contra o Palmeiras
- VAMOS COM TUDO! Torcedores já estão no Morumbi
- ELE MERECE! Jornalista revela bastidores da convocação de Pablo Maia


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 9 20

Comentários (5)

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.