publicidade

Jorge Wagner supera problema particular

Recém-nascido, filho do meia supera problema de saúde e acalma o pai, que volta a ser decisivo para o Tricolor

Se o São Paulo está muito perto de conquistar o tricampeonato brasileiro inédito, a boa campanha deve-se ao crescimento do futebol do meio-de-campo Jorge Wagner. É nítido que o camisa 7 subiu de produção no returno, principalmente depois de passar 45 minutos na reserva no empate em 1 a 1 com o Atlético-MG, no dia 3 de setembro.

Mas o LANCE! revela que um motivo especial foi primordial para o rendimento de Jorge Wagner crescer: a melhora do estado de saúde de Juan, seu segundo filho, de três meses e meio de vida.

O lado pai do camisa 7 falou mais alto durante o primeiro turno do Brasileirão. Jorge Wagner estava com problemas dentro de campo, pois não conseguia esquecer a aflição que vivia do lado de fora. Seu segundo filho nasceu em 30 de junho. Na época do nascimento, o jogador já sabia que o bebê teria de ser submetido a uma cirurgia.

– Ele estava com um problema no rim direito. Havia um estreitamento na parte inicial do canal que conduz a urina do rim à bexiga. Já sabíamos disso desde a gravidez. E sabíamos que ele teria de ser operado nos primeiros meses de vida – explicou Jorge Wagner, que precisou se aprofundar sobre o assunto.

Nas primeiras semanas de vida, o recém-nascido Juan não conseguia dormir. Segundo o jogador, várias vezes à noite o bebê acordava chorando, por causa das dores na hora de urinar. Jorge Wagner, por sua vez, também não conseguia dormir. O reflexo foi para o campo.

Mas o garçom possui uma característica diferente de outros jogadores. O atacante Leandro Guerreiro, por exemplo, hoje no Japão, costumava expor as dificuldades. Em 2007, quando teve problemas pessoais, logo comunicou à comissão técnica.

– O Jorge Wagner é um jogador calado. E atletas assim são mais difíceis para detectar problemas. Você acha que está tudo bem, mas não está – disse o superintendente Marco Aurélio Cunha, que esteve ao lado do atleta neste susto, assim como os médicos José Sanchez e Auro Rayel.

A evolução de Jorge Wagner nos gramados ocorreu paralelamente com a melhora do pequeno Juan. Em meados de agosto ele foi operado e, após dois dias no hospital, hoje passa bem. Já está brincando com Antônio Wagner, filho mais velho do atleta, que completou três anos anteontem, no mesmo dia que o pai chegou aos 30. Semana de festa para o pai, o homem e o jogador Jorge Wagner!

PROBLEMA RENAL
Ectasia no rim direito

Juan, filho mais novo do meio-de-campo Jorge Wagner, nasceu com um problema no rim direito. A ectasia piélica é uma dilatação na parte inicial do canal que conduz a urina do rim à bexiga. Quando discreta, dificilmente significa problema. No caso de Juan, os médicos diagnosticaram antes de ele nascer. “Já sabíamos que ele teria de ser submetido a uma cirurgia nos primeiros meses”, disse Jorge Wagner.

VEJA TAMBÉM
- São Paulo oficializa contratação do atacante André Silva para reforçar o time
- BEM -VINDO DE VOLTA! Tricolores comemoram retorno de James Rodrigues
- ELE FALOU ISSO? Pato dá declaração polêmica sobre segunda passagem no tricolor


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 10 8

Comentários (1)

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.