publicidade

Em clássico eletrizante, São Paulo bate a Portuguesa no fim e segue líder isolado

Tricolor paulista não pode ser ultrapassado no domingo. Já a Lusa volta à zona de rebaixamento

0 0 0
Num clássico emocionante, o São Paulo mostrou que seus principais concorrentes ao título do Brasileirão terão de secar muito. O Tricolor contou com a sorte e bateu a Portuguesa por 3 a 2, em uma partida bastante movimentada, com momentos de muito nervosismo para as duas torcidas, que lotaram o estádio. Borges foi o nome da partida, marcando dois e aparecendo no terceiro.

Com o resultado, o visitante é líder, agora com 65 pontos, e não pode ser ultrapassado nesta rodada. O anfitrião, que foi melhor no segundo tempo, tem 36 pontos e volta para a zona de rebaixamento por causa da vitória do Vasco sobre o Santos. Na próxima rodada, o Tricolor recebe o Figueirense, no Morumbi, no domingo, e a Lusa encara o Fluminense, no sábado, no Rio.

Borges garante o São Paulo no primeiro tempo


Apesar de a venda de ingressos ter sido direcionada e dividida, a torcida do São Paulo ocupava 3/4 do Canindé. Mas quem teve a primeira chance foi a equipe da casa, com boa jogada de Fellype Gabriel. Ele cruzou na área procurando Athirson, mas foi Joilson que chegou primeiro.

O São Paulo logo se organizou em campo. Sem Hugo, suspenso, coube a Hernanes a ligação com o ataque. Mas ele dividiu a responsabilidade de criar com Jean e Jorge Wagner. Este já apostava nas bolas paradas antes do jogo. E estava certo. Aos oito minutos, ele cobrou falta de média distância, e o Gottardi bateu roupa. Borges chegou e aproveitou a bobeada do goleiro, empurrando para a rede. Festa da torcida são-paulina, que dançou com o atacante!

Apesar de contar com jogadores habilidosos, como Fellype, Preto e Athirson, a Lusa entrou com uma postura defensiva. Mas precisou sair mais para o jogo após o prejuízo em casa. Aos 20, em boa jogada de Gavilán pela direita, Fellype recebeu e quase empatou, mas se atrapalhou na hora da conclusão. Aos 26, Edno cobrou falta quase no bico esquerdo da área e Ceni precisou saltar para impedir o gol dos anfitriões. A Lusa crescia no jogo.

o São Paulo chegava em investidas individuais como a de Borges, que conseguiu uma falta pela esquerda. A seqüência não foi bem aproveitada. Mas, pouco depois, Jorge Wagner cobrou escanteio e Gottardi não achou nada, mais uma vez. Contou com o desarme de sua defesa. E a dona da casa, que se arriscava mais, conseguiu o empate aos 41. Preto criou a jogada pela direita e lançou para Jonas, que chegou de frente para o gol e chutou rasteiro no canto direito de Ceni. Agora era a torcida da Lusa que celebrava!

Mas a comemoração dos anfitriões não durou muito tempo. Em contra-ataque rápido e objetivo, Dagoberto e Borges tabelaram até a área, quando o camisa 17 chutou forte, sem chances para Gottardi. Borges ajoelhou diante da torcida, abraçado pelo companheiro de tabela. E o São Paulo foi para o intervalo à frente no placar.

Antes do início da etapa complementar, uma cena lamentável. Torcedores do São Paulo e da Portuguesa se provocaram pela grade. Parte de um alambrado foi arrebentada pela torcida da Lusa e a Polícia entrou em ação.

Lusa se recupera, mas Zé Luis salva


Vendo que Preto não estava sendo bem aproveitado, Estevam Soares tirou Gavilán e pôs Wilton Goiano pelo lado, para que Preto pudesse jogar pelo meio. Deu certo. Quem chegou mais no início do segundo tempo foi a Lusa, sufocando o São Paulo. Também com mais liberdade, Athirson deu trabalho para a defesa tricolor. Aos 14, Fellype Gabriel recebeu de Preto e só não concluiu porque André Dias protegeu para que Ceni ficasse com a bola.

A resposta são-paulina foi rápida. Empurrado pela torcida, que cantou o tempo todo, Dagoberto tabelou com Hernanes, que tentou passar pela defesa no drible, mas deixou para Jean chutar, mas este foi travado. Pouco depois, um lance que levou o técnico Muricy Ramalho ao desespero: Gottardi derrubou Rodrigo, cometendo pênalti, que o juiz não marcou.

Heverton entrou para tentar ajudar a Lusa a chegar ao empate. Em sua primeira participação, cruzou uma bola rasteira na área, mas Edno, por questão de centímetros, não chegou no lance. Era uma grande chance perdida pela anfitriã. O torcedor só não sentiu tanta falta desta oportunidade porque, aos 27, Jonas aproveitou um cruzamento e, livre de marcação, fez o gol de empate no Canindé. Era a vez de a torcida da Lusa gritar no Canindé.

Após o empate, a Portuguesa ainda deu muito trabalho para a zaga são-paulina e poderia ter feito mais um. O visitante também teve algumas chances, mas não era o suficiente. Insatisfeito, Muricy colocou mais um atacante em campo para tentar a vitória nos minutos finais: Éder Luis. Estevam respondeu com uma substituição para fechar o time.

Quando o torcedor são-paulino já começava a lamentar o empate, um lance salvador deu a vitória ao Tricolor. Após cobrança de Jorge Wagner, aos 42 minutos, Zé Luis subiu e desviou para. Borges tocou nela, mas já dentro do gol. Explodiu a torcida são-paulina! A Lusa ainda meteu uma bola no travessão com Edno e pressionou até o último minuto, mas o São Paulo conseguiu deixar o Canindé vencedor.

Ficha Técnica



Melhores Momentos


CONFIRA: Diretor de futebol do São Paulo comenta situação de Arboleda e diz que Éder "será importante" livre de lesões

VEJA TAMBÉM:[ENQUETE] Com futuro incerto no São Paulo, Arboleda e Eder devem ter seus contratos rescindidos?

E MAIS:Em discussão para rescindir contrato, relembre a passagem e números de Eder no São Paulo












Avalie esta notícia: 4 5

Comentários (1)

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.
  • publicidade
  • + Comentadas Fórum

  • publicidade
  • Fórum

  • Próximo jogo - Brasileiro

    Dom - 16:00 - Arena Condá -
    Chapecoense-sc
    Chapecoense-sc
    São Paulo
    São Paulo

    Último jogo - Brasileiro

    Sáb - 21:00 - Morumbí
    images/icon-spfc.png
    São Paulo
    0 0
    X
    Atletico-MG
    Atletico-MG
    Calendário Completo
  • publicidade
  • + Lidas

  • publicidade
  • Untitled Document
    Classificação
    1 Atletico-MG
    2 Palmeiras
    3 Flamengo
    4 Fortaleza EC
    5 RB Bragantino
    6 Corinthians
    7 Internacional
    8 Fluminense
    9 Cuiaba
    10 Ceará
    11 Atletico Paranaense
    12 São Paulo
    13 Atletico Goianiense
    14 Santos
    15 America Mineiro
    16 Bahia
    17 Juventude
    18 Grêmio
    19 Sport Recife
    20 Chapecoense-sc
    P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
    46 21 14 4 3 32 13 19 EEVVE
    38 21 12 2 7 33 25 8 DVDVD
    35 19 11 2 6 36 19 17 EVVDE
    33 21 9 6 6 29 23 6 EEDDD
    33 20 8 9 3 31 22 9 DVEDE
    33 22 8 9 5 22 19 3 VEEEV
    29 20 7 8 5 24 22 2 VEEVV
    29 21 7 8 6 22 23 -1 VEVVE
    28 21 6 10 5 23 22 1 VEVVE
    28 21 6 10 5 20 21 -1 EDDEV
    27 20 8 3 9 25 24 1 DDEDV
    27 22 6 9 7 18 23 -5 EDVEE
    26 20 6 8 6 17 20 -3 VEEED
    24 21 5 9 7 20 25 -5 EDDEE
    24 22 5 9 8 19 24 -5 VVEEE
    23 21 6 5 10 25 33 -8 DDVEE
    23 21 5 8 8 18 25 -7 EEEDD
    22 19 6 4 9 15 18 -3 VVDVV
    17 21 3 8 10 8 18 -10 DEEDD
    10 22 1 7 14 17 35 -18 EDVDD
    Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
    vitoria empate derrota
26/09/2021 18:00:22