publicidade

Com oito pendurados, jogadores do Tricolor tentam não pensar nos cartões

Ninguém pretende levar advertências 'bobas', mas a marcação segue

O São Paulo entra em campo contra a Portuguesa , neste sábado, pelo Brasileiro , com sete titulares pendurados com dois cartões amarelos - Rogério Ceni, André Dias, Rodrigo, Hernanes, Jorge Wagner, Borges e Dagoberto - , além de André Lima, que deve compor o banco. Os jogadores procuram não pensar que podem ficar fora das próximas partidas por causa de uma possível suspensão, mas também não deixarão de jogar duro na marcação.



- Não tem que pensar nisso. Lógico que se um jogador recebe um cartão bobo tem que ser cobrado, mas há momentos da partida que não é possível ficar pensando. Se alguém precisar fazer uma falta tem que fazer. Temos um grupo de qualidade que pode suprir ausências - explica Zé Luis. Ele não enfrentou o Botafogo por ter cumprido suspensão.
André Dias, um dos pendurados, acha que o pensamento dos pendurados tem que ser de jogar com total dedicação, sem preocupações com cartões.



- A gente pensa no cartão até a bola rolar, mas no jogo esquece, até porque há situações que é preciso fazer falta. Não há recomendação do Muricy sobre evitar os cartões ou tomar um para ficar fora de determinado jogo, não acontece assim. Nosso pensamento é de jogar e levar até quando der - acrescenta o zagueiro.

VEJA TAMBÉM
- Meia argentino é oferecido ao São Paulo e tem preferência declarada
- Calleri e Rafinha processam empresa dona do jogo FIFA
- Zubeldía reforça torcida por renovação de lateral do São Paulo


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 8 4

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.