publicidade

São Paulo descarta denunciar Alex Mineiro, mas STJD busca vídeo

Rodrigo reclamou e cobrou uma punição a Alex Mineiro pela cotovelada que desferiu na nuca do são-paulino nesse domingo. Porém, no que depender da diretoria tricolor, a disputa desta vez ficará dentro de campo. O clube do Morumbi avisa que não prestará queixa contra o palmeirense. A procuradoria do STJD, contudo, está em busca de um vídeo para denunciar o centroavante alviverde.

De acordo com o procurador-geral do STJD, Paulo Schmitt, a imagem que comprova a agressão não é suficiente para enquadrar o atacante, mas uma prova em vídeo permite uma acusação. “Com uma fotografia é duro julgar, mas estamos buscando um vídeo do lance”, informou Schmitt à GE.Net.

Para não depender da pesquisa, o São Paulo poderia apresentar uma queixa até quarta-feira para incriminar o centroavante rival. A cúpula tricolor, no entanto, vai ignorar os pedidos de Rodrigo e prefere apenas esquecer o caso.

“O São Paulo não pretende agir em relação a este assunto porque entendemos que não é motivo de queixa. Ontem (domingo) consultei o nosso presidente (Juvenal Juvêncio) e o vice (Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco), falei que na minha opinião não deveríamos prestar queixa e todos concordamos”, contou o diretor de futebol João Paulo de Jesus Lopes.

A opção de ‘panos quentes’ por parte da equipe do Morumbi põe fim a uma seqüência de disputas entre os dois arqui-rivais nos tribunais. No Paulista deste ano, Kléber e Jorge Wagner foram punidos por agressões contra André Dias e Valdívia. Desta vez, no entanto, a briga ficará apenas dentro das quatro linhas.

“Mas não tomamos essa decisão para pôr paz entre os clubes. A gente só batalha quando entende que é uma boa batalha”, justificou Jesus Lopes. “Foi um jogo muito bom, emocionante. Tivemos nas quatro linhas muita disputa dentro de um ambiente de jogo e fora foi tudo absolutamente tranqüilo. De nossa parte, não temos nada a reclamar. Nossa preocupação agora é o Vitoria”, finalizou o dirigente, apontando o próximo compromisso do time, na quinta-feira.

Súmula – O árbitro Sálvio Spinola Filho divulgou nesta segunda-feira a súmula do clássico de domingo e relatou dois isqueiros arremessados pela torcida do Palmeiras, um em direção ao assistente Emerson Carvalho e outro contra um jogador do São Paulo, que não foi identificado pelo apitador.

Os dois torcedores, no entanto, foram identificados pela Polícia Militar, que já registraram o caso em um termo de ocorrência. Com isso, o Palmeiras não deve correr o risco de ter o Palestra Itália interditado.

VEJA TAMBÉM
- RETORNO DE ASTRO? Em baixa na Europa, São Paulo sonda situação de joia da base que dá resposta
- VAI PRO RIVAL? Chegada de James Rodríguez a um rival após rescisão com São Paulo tem aprovação da torcida
- A CAMINHO DO RIVAL? São Paulo e Corinthians buscando a contratação de meia do Santos


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 9 12

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.