publicidade

Má fase ou problema tático? Por que Calleri ainda não fez gols pelo São Paulo em 2023

Calleri tira foto com torcedor na chegada para São Paulo x Corinthians — Foto: Marcos Ribolli

Jonathan Calleri vive um início de temporada ruim com a camisa do São Paulo. Em quatro jogos disputados, o atacante não fez gols e soma apenas quatro finalizações certas, média de uma por partida.



A fase é um contraste do que foi o argentino em 2022, quando terminou a temporada com 27 gols e teve a melhor marca de sua carreira. No mesmo recorte dos quatro primeiros jogos da temporada, ele já tinha dois gols.


LEIA TAMBÉM: Veja o que falta para o São Paulo anunciar seu próximo reforço ainda esta semana


Com os quatro jogos deste ano e mais os três últimos do ano passado em que ele passou em branco, já são sete partidas consecutivas sem marcar. Se não fizer no próximo domingo, às 16h (de Brasília), diante do Santo André, Calleri irá igualar a sua pior sequência com a camisa do São Paulo.

Entre agosto e setembro de 2022, o argentino passou oito jogos em branco entre Campeonato Brasileiro, Copa Sul-Americana e Copa do Brasil.

A má fase de Calleri nesse início de temporada pode estar atrelada à uma mudança tática proposta por Rogério Ceni. Até ano passado, o treinador utilizava dois atacantes. Calleri tinha ao seu lado Luciano, vice-artilheiro do elenco.

Nesta temporada, porém, Ceni tem optado por uma equipe com mais velocidade nas pontas, com dois jogadores velozes, e Luciano atuando por trás do centroavante. Desta maneira, Calleri se vê mais isolado dentro da área e precisando brigar a todo instante pela bola.

As finalizações totais de Calleri em 2023:

4 contra o Ituano;
0 contra a Ferroviária (deu assistência para gol);
1 contra o Palmeiras;
3 contra o Corinthians.

A entrega do argentino, porém, é elogiada por Rogério Ceni em algumas ocasiões. Mesmo sem gols neste ano, a vaga de Calleri não é ameaçada no momento. Nem os três gols de Galoppo atuando como centroavante foram capazes de abalar a confiança do técnico no jogador.

– O Calleri é um finalizador de área, as bolas vêm do lado e chegam nele para fazer o gol. O Galoppo, quando jogou de centroavante, fez os gols batendo de dentro da área, como se fosse o Calleri. Muda um pouco o estilo, são jogadores que chutam muito de fora da área, o que conta muito em estatística. Mas quando o Calleri finaliza, está em posição melhor dmarcar do que os outros – afirmou o técnico no último domingo.

Após o empate sem gols contra o Palmeiras, na terceira rodada do Paulistão, Calleri comentou sobre essa seca. Aparentemente, não é algo que tem tirado sua confiança neste momento.

– Eu ajudo o São Paulo desde a briga pela bola, para tentar segurá-la. Não são só gols, obviamente que um camisa 9 precisa estar perto da área. Mas para mim, não muda nada. Eu já estive um tempo sem fazer gols, mas se o Rogério Ceni me coloca no time, é porque sou importante mesmo sem marcar gols – disse o atacante.



Calleri deve ganhar uma sombra no elenco ainda essa semana. A diretoria do São Paulo tem negociações avançadas com o Erison, atacante que pertence ao Botafogo. Ele deve ser anunciado nos próximos dias para brigar por vaga com o argentino.

Calleri, São Paulo, 2023

VEJA TAMBÉM
- POLÊMICA! São Paulo perde para o Atlético-MG com decisões questionáveis da arbitragem
- TRICOLOR ESCALADO! Veja os onze iniciais para o duelo contra o Atlético-MG
- Hora ideal para São Paulo quebrar tabu contra Atlético-MG e garantir vitória


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 7 0

Comentários (26)

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.