publicidade

SPFC revive risco de derrocada e quer evitar queda em Copas para salvar ano

Técnico Rogério Ceni durante partida do São Paulo (Imagem: DU CANEPPELE/ESTADÃO CONTEÚDO)

Com o Brasileirão em uma espécie de "plano C" em meio à campanha irregular após 21 rodadas — ocupa a 11º colocação, com 11 pontos atrás do G4 —, o São Paulo busca se manter vivo nos mata-matas para não repetir 2021 e ter mais um ano de frustrações.



Nesta e na próxima semana, o Tricolor tem dois jogos de vida ou morte, que certamente definirão os rumos da atual temporada, seja para manter a esperança de seguir em busca de títulos e conseguir a classificação à Libertadores de 2023 ou para ter uma nova derrocada, assim como ocorreu no ano passado.


LEIA TAMBÉM: Ferraresi chega ao Brasil e revela conversa com Bustos sobre São Paulo: “Clube com grande dimensão”


A primeira missão do São Paulo é se manter na Copa Sul-Americana. Amanhã (10), às 19h15, visita o Ceará na Arena Castelão, pela partida de volta das quartas de final. Na ida, o clube do Morumbi venceu por 1 a 0, com gol de Nikão, e agora joga pelo empate para avançar de fase.

Na Copa do Brasil, o Tricolor volta a campo na quinta da próxima semana (18), às 21h, exatamente na mesma situação. O time comandado pelo técnico Rogério Ceni ganhou do América-MG pelo placar mínimo na ida e vai ao estádio Independência em busca de segurar a vantagem construída em casa. O empate garante a classificação.

Ceni, após a derrota por 2 a 0 para o Flamengo, no último sábado (6), reconheceu o dilema entre Brasileirão ou Copas. O treinador tem preservado os habituais titulares no torneio nacional antes das decisões.

"Não posso [deixar as Copas de lado]. O time faz o melhor no Brasileirão. São circunstâncias. A virada de chave foi a virada que sofremos do Palmeiras nos acréscimos. Ficamos a nove [pontos] do líder e poderíamos ficar a três. Tivemos que repetir o mesmo time [na Copa do Brasil], e ali começou a desencaixar", afirmou Ceni.

"Ali começamos a dedicar mais às Copas. Estamos fazendo o nosso melhor. Tabela foi pesada, próximo jogo [pelo Brasileirão] é contra o Bragantino, vai estar mais descansado, pois está jogando uma vez por semana. Não quero passar susto no Brasileiro, mas não posso abrir mão das Copas", completou o técnico são-paulino.

A atual situação do São Paulo no Brasileirão é semelhante à vivida no ano passado. Na ocasião, o time só foi vencer pela primeira vez na décima rodada, mas tinha exatamente os mesmos 26 pontos conquistados após 21 partidas disputadas, assim como nesta temporada. O Tricolor terminou o torneio na 13º colocação, com 48 pontos.



Agora, porém, o Tricolor tem a chance de fazer diferente e se manter vivo nos mata-matas. Em 2021, vale lembrar, o clube do Morumbi acabou eliminado nas quartas de final da Libertadores (para o Palmeiras) e da Copa do Brasil (para o Fortaleza) e viu o ano praticamente acabar mais cedo.

SPFC, revive, risco, derrocada, evitar, queda, Copas, salvar

VEJA TAMBÉM
- RETORNO DE ASTRO? Em baixa na Europa, São Paulo sonda situação de joia da base que dá resposta
- VAI PRO RIVAL? Chegada de James Rodríguez a um rival após rescisão com São Paulo tem aprovação da torcida
- A CAMINHO DO RIVAL? São Paulo e Corinthians buscando a contratação de meia do Santos


Receba em primeira mão as notícias do Tricolor, entre no nosso canal do Whatsapp


Avalie esta notícia: 7 0

Comentários (18)

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.