Empresa que funciona em imóvel de Conselheiro Fiscal, fez a venda de Militão e é envolvido em escândalo no Santos

Empresa que funciona em imóvel de Conselheiro Fiscal, fez a venda de Militão e é envolvido em escândalo no Santos

0 0 0 0
Foto: Retirada de Rede Social

O Santos tem sido afetado por uma crise interna, que ameaça a permanência do seu presidente, José Carlos Peres, alvo de um processo de impeachment, aprovado por conselheiros na última segunda-feira (10) e que será definido pelos sócios nas próximas semanas.



José Edgard Galvão, conselheiro fiscal do São Paulo, é advogado do presidente santista. Em documento divulgado pelo UOL Esporte, fica comprovado que ele é proprietário de um sala onde está sediada a empresa Hi Talent, agência de jogadores, que teria sido favorecida na atual gestão santista e possuiu Ricardo Mauro Crivelli, o Lica, como um dos donos. Ex-coordenador da base no clube, ele foi sócio de Peres em outra empresa com o mesmo foco.

A Hi Talent é muito ativa no mercado paulista, trabalhando com muitos jogadores dos grandes clubes, incluindo Éder Militão, que foi negociado pelo São Paulo com o FC Porto, de Portugal, após frustrar diversas tentativas da diretoria para renovação do contrato.

Recentemente, a empresa virou notícia pelo envolvimento suspeito numa negociação do Santos. O clube contratou o zagueiro Jackson Porozo, de 17 anos, indicado por Peres com o status de "novo Mina". Em negociação de € 350 mil, o alvinegro adquiriu 100% dos direitos do atleta, mas sem maiores explicações repassou 30% a Hi Talent, alarmando a comissão fiscal, que desconheceu as razões e aumentou suas suspeitas com a comprovação da ligação antiga com Lica.



Confira o documento:


A ligação com Lica em empresas do ramo é um dos motivos para o processo de impeachment, já que isso vai contra o Código de Ética do clube. O caso envolvendo a Hi Talent piorou na semana passada, quando a Folha de SP divulgou procurações assinadas por José Edgard vindas do mesmo endereço onde a agência é sediada.

Confira a procuração:




Em resposta ao jornal, o conselheiro justificou a confusão por "coisa de papel antigo", negando a ligação com o endereço e completando que seu escritória está localizado na avenida Brigadeiro Faria Lima. No entanto, a escritura obtida pelo UOL comprova que o advogado comprou o imóvel no final de 2017, pagando R$ 340 mil.

Confira as escrituras:






Sendo assim, os documentos reforçam as suspeitas sobre a ligação entre Luis Carlos Peres, Lica e José Edgard, já que este é o endereço onde a empresa está sediada.

Confira a documentação da Hi Talent




Com o envolvimento de Edgard, conselheiros do São Paulo se reuniram para falar sobre o tema e averiguar se, enquanto gerenciou o departamento jurídico do clube, o advogado realizou algum ato que ferisse o estatuto.

Dirigindo a empresa atualmente, Eduardo Brito de Melo e Ulisses Jorge, evitaram falar sobre o assunto quando procurados pelo portal. A Hi Talent fechou a negociação de Militão ao Porto recentemente, com isso a ligação da empresa com Edgard não foi bem encarada, já que o conselheiro é opositor de Leco. O UOL também afirma que o presidente do Conselho Fiscal são-paulino, Wanderson Martins Rocha, deverá analisar e passar um dossiê ao Conselho Deliberativo, que conta com poder punitivo.


Foto: Reprodução de Rede Social
Avalie esta notícia: 6 2

Comentários (5)

13/09/2018 14:11:59 capa572

A Oposição do SPFC é muito pior do q a Situação. Além desse Galvão, tem Aidar, Newton do Chapéu, Roberto Natel...Leco é muito melhor do q essa cambada...

13/09/2018 11:03:40 AllanFernando7

Como disse o Antônio torina, concordo em desligamento do clube, porém não teria como processar, pois os empresários e jogadores não iriam depor contra o mesmo, única prova concreta... Infelizmente é a realidade do nosso Brasil

13/09/2018 11:01:59 Marcelo Carneiro

Eu sabia que tinha traiaragem nessa história , a princípio pensei qje era só Militão , mas o Militão era só a marionete dessa tramóia , tem que ver se cabe judicialmente uma punição ao Militão , desde o começo eu disse que a diretoria não deveria permitir mais o acesso desse jogador as dependências do clube , pois assim como Oscar pode contaminar o ambiente

13/09/2018 10:50:34 HEBERT LUIZ

Concordo com o companheiro Antonio torina falou tudo

13/09/2018 10:33:42 Antonio Torina

O fato dele ser advogado do santista, nada relevante! Agora, ser envolvido com empresas que agenciam jogadores e supostamente influencia nas vendas, impedindo uma renovação com o clube, isso sim é muito grave e se comprovado, deve ser desligado do clube e até ser processado.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.