publicidade

Muito disputada internamente, qual a função do Presidente do Conselho Deliberativo do São Paulo?

0 0 0
As eleições no São Paulo estão marcadas para o final de 2020, porém uma série de movimentações nos bastidores aquecem a campanha para os possíveis candidatos. Além da saída de Leco e escolha de um novo presidente para o Tricolor, o clube também trocará o cargo máximo do Conselho Deliberativo.



LEIA TAMBÉM: Atacante do São Paulo entra na mira do Atlético-GO

O estatuto do São Paulo prevê que “o Conselho Deliberativo é o órgão absoluto do Clube, é o representante dos associados, competindo-lhe orientar e aprovar a gestão dos negócios associativos, com rigorosa observância do Estatuto Social, dos Regulamentos Internos, do Regimento Interno e das Leis do País”.

O Conselho, portanto, regula mecanismos importantes para o clube, como as diretrizes orçamentárias, além de aprovar medidas propostas tanto pelo presidente quanto por membros do próprio órgão. A lógica se assemelha à Câmara dos Deputados, que põe em pauta projetos de lei e, após discussões, aprova ou veta os mesmos.

O presidente do Conselho tem a função de capitanear as assembleias com os membros do órgão, organizando qual será a ordem dos temas a serem debatidos. O mandatário também tem o poder de convocar reuniões extraordinárias, além de antecipar tópicos que não estavam previstos para os encontros. Dessa forma, trata-se de um cargo extremamente estratégico para as dinâmicas internas do Tricolor.

No momento, o presidente do Conselho Deliberativo do São Paulo é Marcelo Abranches Pupo Barboza, que permanecerá no cargo até novembro deste ano, quando será realizada a eleição para a definição do sucessor. Um mês depois, será a vez do pleito presidencial.

As últimas semanas têm sido movimentadas nos corredores do clube do Morumbi em relação à campanha para a eleição do presidente do Conselho. No final de junho, a Gazeta Esportiva noticiou que a chapa de oposição apostará em Marcelo Portugal Gouvêa como candidato para o cargo.

A decisão estremeceu o grupo opositório do São Paulo. Dias depois, Ópice Blum anunciou que não participaria mais da corrida eleitoral, irritado pela opção da chapa antes mesmo da convenção. Na sequência, foi a vez de Ives Gandra Martins mudar de lado e passar a apoiar o grupo encabeçado por Júlio Casares. No dia 16 de junho, José Carlos Ferreira Alves desistiu de se candidatar à presidência do Conselho Deliberativo também.



LEIA TAMBÉM: CBF reafirma que Brasileiro começa em 9 de agosto e diz que times de SP podem jogar em outro Estado

São Paulo, presidente, conselho, deliberativo, candidato.função

VEJA: São Paulo registra B.O. para apurar ato de vandalismo no CT de Cotia

E MAIS: Portimonense pode comprar Júnior Tavares do São Paulo


NOVO PATROCINADOR PRA CAMISA, DANI ALVES E PATO - COMENTARISTA FALA DE MANO MENEZES NO SPFC


TORCEDORES ATIRAM BOMBAS NO CT E POLÍCIA É REFORÇADA. ARTEFATOS FORAM ENCONTRADOS!



Avalie esta notícia: 2 1

Comentários (2)

08/07/2020 11:54:13 Gerson Ribeiro da Rocha

Vamos ajudar Dr Marco Aurélio Cunha para presidente

07/07/2020 23:50:32 Fabio Bertuccelli

Na vdd qual a real função de qualquer CONSELHEIRO?So p dar pitacos falando MERDA e atrapalhando o trabslho do treinador e jogadores.E principalmente pra que 400?Sao todos sanguessugas do clube.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.